A Polícia Federal, em conjunto com o Exército Brasileiro, realizou a primeira fase da Operação Palimiú

Estão sendo investigadas as ações dos garimpeiros ilegais contra a comunidade indígena, bem como a ocorrência de crimes ambientais na região

Postada por: Polícia Federal

Boa Vista/RR – Entre os dias 12 de maio e 4 de junho, a Polícia Federal, juntamente com o Exército Brasileiro, desativou sete garimpos ilegais na Comunidade Indígena Palimiú.

Foram inutilizados 35 motores de propulsão, 11 geradores de energia, 1 embarcação, 4500 litros de óleo diesel, 1 solda elétrica e a apreensão de 50 munições cal 20, 4 munições cal 38 e 750 g de mercúrio.

A ação faz parte da primeira fase da Operação Palimiú, que ocorre em conjunto com o Exército Brasileiro, o IBAMA, a FUNAI e o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI/Yanomami), desenvolvida na comunidade indígena Palimiú e em áreas de garimpos próximas, todas dentro da Terra indígena Yanomami.

O objetivo da Polícia Federal é investigar as ações de garimpeiros ilegais contra a comunidade, promover a desintrusão de garimpeiros da terra indígena Yanomami e combater os crimes ambientais de garimpo, que provocavam a degradação do meio ambiente no entorno de Palimiú.

Os ataques ocorridos no mês passado contra indígenas em Palimiú seguem em investigação pela Polícia Federal.

Comunicação Social da Polícia Federal em Roraima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*