Equipe do SGB/CPRM debate “A importância da percepção social do setor mineral” no E-Mineração

No segundo dia de programação do E-Mineração (17 de junho), coordenadores e pesquisadores do SGB/CPRM palestraram sobre as diversas vertentes da mineração.

A conversa foi realizada ao redor do tema “A importância da percepção social do setor mineral” e complementou o cronograma do evento realizado pelo IBRAM (Instituto Brasileiro de Mineração).

Iniciando as apresentações, moderadas por Patrícia Duringer, Chefe de departamento de Relações institucionais e divulgação do SGB/CPRM, a coordenadora museóloga do Museu de Ciências da Terra (MCTer), Célia Maria Corsino, relatou que a história da pesquisa geológica do Brasil tem uma forte ligação com o prédio do MCTer.

O edifício localizado no Rio de Janeiro funcionou como Palácio da Geologia e da Mineração do Brasil, tendo abrigado o SGMB, o DNPM, e o SGB/CPRM. “O Museu de Ciências da Terra passou por uma revitalização e, hoje, para o desenvolvimento de suas ações conta com três áreas de concentração: Pesquisa e Salvaguarda, Difusão Cultural e Centro de Memória e Documentação”.

Em seguida, Andrea Sander discursou sobre o SGBEduca, um projeto do SGB/CPRM em formato de uma plataforma didática que dispõe de conteúdos geocientíficos mediados pela sociedade. Além disso, a pesquisadora em geociências fez uma comparação entre o agronegócio e a geologia: “O agronegócio conduziu a construção de uma imagem positiva ‘Agro é tech, agro é pop’. Cabe às geociências e à mineração reconstruírem uma imagem positiva frente à sociedade. Para o SGB/CPRM a popularização do seu serviço, é fator de longevidade”, explicou Andrea.

Dando continuidade à lista de oradores, o geólogo e pesquisador em geociências Dario Peixoto falou sobre a utilização da visualização da informação científica no contexto do licenciamento ambiental. Durante seu momento de fala, a importância da disseminação de conhecimento através de materiais em linguagens acessíveis, foi uma pauta levantada por Dario, com o objetivo de enfatizar a importância da acessibilidade linguística para que pesquisadores consigam expressar de uma melhor forma as informações técnicas/escritas para leigos. “A complexidade das informações pode exercer influência no tempo de análises”, acrescentou.

Finalizando a transmissão, o engenheiro agrônomo e chefe do Departamento de Informações Institucionais, Edgar Shinzatto discursou sobre a relação das geociências com a tecnologia e a transformação Digital do SGB/CPRM. Edgar enfatizou a importância do avanço da tecnologia no cotidiano, uma vez que em meio ao momento de pandemia causada pelo novo coronavírus, a conectividade foi fundamental para manter as pessoas trabalhando em casa. “Para as empresas e gestores públicos, fazer parte dessa nova economia digital é mais do que uma tendência, é uma questão de sobrevivência,” enfatizou Edgar

O E-Mineração trata-se de um evento gratuito realizado pelo IBRAM (Instituto Brasileiro de Mineração). Para mais informações,  acesse: www.e-mineracao.com.br/ 

Leticia Peixoto
Maria Joana Correia
Serviço Geológico do Brasil – CPRM 

VER MAIS EM:

E-mineração realiza segunda edição e destaca a importância de movimentar negócios no setor mineral 

Serviço Geológico do Brasil apresenta projetos de depósitos minerários no E-Mineração

Equipe do SGB/CPRM debate “A importância da percepção social do setor mineral” no E-Mineração 

Serviço Geológico do Brasil apresenta projetos de depósitos minerários no E-Mineração 

2ª edição do e-Mineração atrai fornecedores de 8 países e de 18 estados brasileiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*