Funai adquire equipamentos para garantir a proteção de índios isolados do Acre

A Coordenação da Frente de Proteção Etnoambiental (CFPE) Envira, unidade descentralizada da Fundação Nacional do índio (Funai) localizada no Acre, recebeu botes, motores e embarcações, entre outros equipamentos, que serão utilizados em ações de proteção e promoção dos direitos dos povos indígenas isolados e de recente contato das calhas dos rios Envira e Tarauacá, localizados nos municípios de Feijó e Tarauacá, respectivamente.

Foto: Divulgação/Funai

A aquisição foi feita por intermédio da Coordenação Regional (CR) Alto Purus, em Rio Branco (AC), entre os dias 14 e 16 de abril, e a logística de recebimento dos materiais contou com apoio da Coordenação Regional da Funai do Juruá, no município de Cruzeiro do Sul (AC), e do 7° Batalhão de Engenharia e Construção e do 61° Batalhão de Infantaria de Selva.

Os equipamentos serão empregados também em atividades de combate à covid-19 dentro das comunidades indígenas, auxiliando no acompanhamento dos atendimentos de saúde e na realização de quarentena dos servidores da Funai antes de entrarem em campo, além de outras medidas de contenção epidemiológica.

Os itens adquiridos contribuem para promover a manutenção de equipes da Funai nas Bases Avançadas de Proteção Etnoambiental (Bapes), que atuam no intuito de manter a segurança dos povos indígenas na região.

“A aquisição desses equipamentos é fundamental para a execução das atividades de índios isolados, e fortalece as ações de proteção territorial no meio da pandemia, tendo em vista que as barreiras sanitárias são fundamentais para bloquear a entrada do vírus nas aldeias e, com os equipamentos, vamos poder desenvolver com mais facilidade nossas ações”, comenta o coordenador da CFPE Envira, Wágner Gallo,

Por se tratarem de povos isolados e de recente contato, os indígenas possuem alta vulnerabilidade epidemiológica, sendo imprescindível restringir o ingresso em Terras Indígenas, tanto para proteger os territórios de invasores que possam ser vetores de contaminação, como para realizar a conscientização dos indígenas para a necessidade de não se deslocarem para os centros urbanos, evitando, assim, as possibilidades de contágio.

Assessoria de Comunicação/Funai

com informações da FPE Envira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*