Indígenas processam rede francesa por desmatamento na Amazônia

Grupo Casino, que controla os supermercados Pão de Açúcar, é alvo de ação na França por compra de carne bovina proveniente de áreas desmatadas. Empresa nega acusações

Ambientalistas e grupos indígenas do Brasil e da Colômbia entraram nesta quarta-feira (03/03) com uma ação civil na França contra o grupo francês Casino. A rede de supermercados é acusada de comercializar carne proveniente de terras desmatadas na Amazônia.

Os autores da ação pedem uma indenização de 3,25 milhões de euros (quase R$ 22 milhões) por danos ambientais, além de 10 mil euros (cerca de R$ 67 mil) por danos morais a cada uma das 11 organizações afetadas.

O grupo exige ainda que a rede de supermercados implemente um maior controle na sua cadeia de abastecimento para garantir a identificação específica da origem da carne comercializada.

Inédita segundo os promotores, a ação foi apresentada em Saint-Étienne, sudeste da França, onde está localizada a sede do Grupo Casino, e é baseada numa lei francesa de 2017 que estabelece que empresas são responsáveis por prevenir violações de direitos humanos e ambientais em suas cadeias de abastecimento. A legislação prevê o pagamento de indenizações por danos causados por omissões das empresas.

Cabe agora à Promotoria decidir se leva o caso adiante.

Leia na íntegra: Deutsche Welle

Leia também:

Folha de S. Paulo- Casino sofre ação na Justiça francesa por comprar carne brasileira 

PUBLICADO EM:     JORNAL DA CIÊNCIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*