Rede vai ao STF contra lei de RR que liberou garimpo com uso de mercúrio

A Rede Sustentabilidade entrou com uma ação no STF (Supremo Tribunal Federal) contra um decreto (***) assinado na segunda-feira (8) pelo governador de Roraima, Antonio Denarium (sem partido), que libera o garimpo com uso de mercúrio no estado, que abriga uma das maiores reservas indígenas e áreas protegidas do Brasil.

O partido argumenta que a nova lei é inconstitucional porque afronta o campo legislativo da União, a quem cabe, segundo a Constituição, definir regras de proteção e responsabilização por eventuais danos ambientais, e ainda ignora o dever do estado de preservar o meio ambiente “para as presentes e futuras gerações”.

“Há de se reconhecer que a legislação ora impugnada também vulnera o próprio direito material, em si, ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Com efeito, fala-se aqui especificamente da autorização para o uso do mercúrio na atividade de lavra garimpeira, o que representa verdadeiro retrocesso em face de consensos mínimos estabelecidos a nível internacional”, completa a Rede, lembrando que “estudos científicos comprovam não haver nível de exposição segura ao mercúrio”.

ÍNTEGRA DISPONÍVEL EM:     UOL NOTÍCIAS 

(***) NOTA DA ECOAMAZÔNIA – Em 08 de fevereiro de 2021 o Governador de Roraima assinou a  Lei 1.453/2021 que Dispõe sobre o Licenciamento para a Atividade de Lavra Garimpeira no Estado de Roraima.

Lei Dispõe sobre o Licenciamento para a Atividade de Lavra Garimpeira no Estado de Roraima

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.