Verde Brasil 2 completa 210 dias com queda no desmatamento

Brasília (DF), 12/12/2020 – A Operação Verde Brasil 2 ultrapassou 200 dias de atuação no combate às queimadas, desmatamentos e outros crimes ambientais na Amazônia Legal. Na sexta-feira (11), a operação completou sete meses de atividades com resultados positivo.

Os militares trabalham em coordenação com agentes governamentais. A Operação, no escopo do Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNA), teve início em 11 de maio deste ano e prosseguirá até 30 de abril de 2021.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os avisos de desmatamento apresentaram redução de 45% na Amazônia Legal,  no mês  de novembro, em relação ao mesmo período de 2019. Entre os meses de agosto a novembro de 2020, a redução total registrada foi de 19%, quando comparada ao ano anterior.

Sob coordenação do Ministério da Defesa, militares e agentes combateram mais de 7,6 mil focos de incêndio. O desmatamento e o garimpo ilegal também são alvos das ações de Garantia da Lei e da Ordem na região , em cumprimento ao decreto de N° 10.341, de 6 maio de 2020.

Até o momento, no âmbito da Operação Verde Brasil 2, foram emitidos 263 autos de prisão em flagrante delito (APFD) e aplicados 4.006 mil termos de infração. O valor total das multas ultrapassa R$ 1,8 bilhão. Em mais de 58 mil ações de inspeções, patrulhamentos navais, terrestres e aéreos houve a apreensão de 180 mil metros cúbicos de madeira ilegal, 1.456 embarcações, 423 veículos e 390 kg de drogas. O apoio logístico conta com o emprego de viaturas, embarcações e aeronaves.

A mais recente ação, deflagrada pelo Comando Conjunto Norte (CCN), ocorreu nessa sexta-feira (11), e desarticulou 10 serrarias ilegais no município de Cachoeira do Piriá, no estado do Pará. Os infratores comercializavam madeiras de espécies florestais pertencentes à Terra Indígena do Alto Rio Guamá, no nordeste paraense. No contexto da Verde Brasil, a ação foi denominada Operação Búfalo 2 e contou com a presença das Forças Armadas, da Polícia Federal e do IBAMA.

Integração
Diariamente, na Operação Verde Brasil 2, são empregados, em média,  2.570 agentes entre militares e integrantes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), do Força Nacional de Segurança Pública, da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

A Verde Brasil 2 é coordenada pelo Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa e conta com o apoio do Comando Conjunto Norte (CCjN), do Comando Conjunto Amazônia (CCjA), do Comando Conjunto Oeste (CCjO) e do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), da FAB. Os comandos já realizaram ações nos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Goiás, Pará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima, Rondônia e Tocantins.

Por Viviane Oliveira
Fotos: Divulgação/Forças Armadas

Saiba mais:
Desmatamento na Amazônia tem queda de 45% em novembro
Forças Armadas continuam ações nas Operações Covid-19 e Verde Brasil 2

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*