Pesquisador lança livro sobre processos históricos e os desdobramentos socioculturais e geopolíticos na ilha da Guiana

Resultado de pesquisas que abordam aspectos históricos, socioculturais e geopolíticos da região conhecida como ilha da Guiana ou Amazônia Caribenha e seu diálogo com a história de Roraima, o professor doutor Reginaldo Gomes de Oliveira lança um livro no próximo dia 10 de dezembro.

O livro “Amazônia Caribenha: processos históricos e os desdobramentos socioculturais e geopolíticos na ilha da Guiana” mostra o resultado das ações que o autor desenvolve no Núcleo de Pesquisas Eleitorais e Políticas da Amazônia da Universidade Federal de Roraima (Nupepa/UFRR).

 A sessão de autógrafos começa às 18h30, no auditório Alexandre Borges, campus Paricarana. A obra posteriormente será disponibilizada em versão e-book na página da Editora da Universidade Federal de Roraima (EdUFRR).

O trabalho que gerou  o livro foi desenvolvido de 2006 a 2019 e tem como parte de sua base debates, encontros e participação em eventos com professores da UFRR e das universidades federais do Amazonas, Acre, Rondônia e Amapá. Além da Universidade Central de Caracas e Universidade Católica Andrés Bello, em Caracas/Venezuela; Universidade de Guyana, em Georgetown/ Guyana; Universidade do Suriname, em Paramaribo/Suriname; Universidade West Indies, em Trinidad; Universidade de Amsterdam e Universidade de Leiden, na Holanda.

O livro aborda um processo histórico que tem informações escassas na literatura brasileira: a colonização da denominada Ilha da Amazônia Caribenha ou território da ilha da Guiana, que envolve a formação histórica entre os cinco países que compartilham terras nessa referida “ilha” na América do Sul: Brasil, Venezuela, Guyana, Suriname e Guiana Francesa.

“A obra também destaca aspectos comuns na história de Roraima e Amapá, como originários da Guiana portuguesa durante o processo de colonização europeia. É um livro para acadêmicos e apaixonados pela história regional, pela história da Amazônia, de Roraima, das Guianas”, explica o autor.

A opção pelo lançamento presencial, com número limitado de convidados e uso obrigatório de máscaras, faz parte do processo de despedida do professor Reginaldo, que está prestes a se aposentar de suas atividades docentes na UFRR. O docente começou a atuar na instituição em dezembro de 1991, como professor substituto no curso de Jornalismo, e como professor concursado de História, no Departamento de História, a partir de maio de 1992.

Entre outros cargos, Reginaldo Gomes foi Vice-reitor e Reitor em Exercício durante a gestão de março de 2012 a março de 2016.

PUBLICADO EM:     UFRR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.