Setor de pescados representa 3,27% do PIB de Rondônia

Governo tem incentivado o consumo de pescado por conta da produção elevada e pela riqueza nutricional oferecida pelo alimento

Foto: Seagri

O setor de pescados é muito importante para a economia de Rondônia, correspondendo a 3,27% do Produto Interno Bruto (PIB) do estado. O pescado deixou de ser um uma iguaria restrita a poucas pessoas e hoje faz parte da dieta do povo rondoniense.

Com um desempenho produtivo superior aos estados de Mato Grosso, Maranhão, Pará e Amazonas, Rondônia tem o pescado como símbolo econômico e se orgulha em ser o maior produtor de peixe nativo em cativeiro e o terceiro maior produtor de peixes do Brasil.

Com uma produção anual de quase 70 mil toneladas de peixe, o estado de Rondônia, que exporta a maior parte dessa produção, tem se esforçado para melhorar ainda mais a produtividade, ao mesmo tempo em que incentiva a população a aumentar o consumo de pescado por vários motivos, como a abundância produtiva, facilidade de acesso ao mercado e sua importância nutricional.

No dia 27 de setembro, durante o Festival do Tambaqui que assou e distribuiu mais de 6.000 quilos de peixe, o secretário de Agricultura, Evandro Padovani, que ao lado do governador Marcos Rocha é o maior entusiasta deste setor, destacou a potencialidade produtiva do estado e sua posição no ranking nacional.

“Peço a população de Rondônia insira cada vez mais o peixe em seu cardápio. Deem prioridade ao consumo dessa proteína para uma alimentação saudável e de muito valor nutricional”, disse o secretário.

Consumo de peixe

Não importa o peixe de preferência, seja pacu, tambaqui ou piau, todo pescado tem grande importância como fonte alimentar, por conta do seu valor nutricional, fácil digestão, diversidade de sabores e composição equilibrada. Segundo a nutricionista Lya Demétrio Almeida, o consumidor deve estar sempre atento na hora da compra, o pescado deve estar sempre fresco, com boa coloração e guelras vermelhas.

O pescado tem grande importância na alimentação, sendo uma boa fonte de proteínas, vitaminas e minerais, como o ferro e cálcio, que são fundamentais e benéficos ao organismo humano.

Segundo a profissional da saúde, o pescado tem funções especiais e melhores ainda que alguns medicamentos. Por ser rico em ômega 3, o alimento melhora os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue, regulando inflamações, pressão arterial e fortalecendo o sistema imune. Comer peixe fortalece e ajuda na formação da pele, dos cabelos e unhas, além de combater a osteoporose e anemia.

“O pescado é um alimento completo e bom sob todos os aspectos, e não importa que seja de escama ou de coro”, finaliza Lya Demétrio.

PUBLICADO EM:   CANAL RURAL   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.