Mosaico do Brasil com imagens CBERS-4 financiado pelo BNDES é disponibilizado pelo INPE

O projeto Brazil Data Cube do INPE MCTI disponibilizou o primeiro mosaico do Brasil gerado a partir de imagens CBERS-4 WFI, reflectância de superfície, com 64 metros de resolução espacial.

Imagem Mosaico do Brasil com imagens CBERS-4 financiado pelo BNDES é disponibilizado pelo INPE
Imagem Mosaico do Brasil com imagens CBERS-4 financiado pelo BNDES é disponibilizado pelo INPE

Ele foi gerado utilizando o melhor pixel (livre de nuvem e sombras de nuvem) escolhido num período de três meses (Abril, Maio e Junho de 2020) para cada local, com as bandas vermelho, infravermelho próximo e azul.

O objetivo do projeto como um todo é criar cubos de dados multidimensionais prontos para análise a partir de imagens de média resolução espacial de satélites de observação da Terra.

Os dados abrangem todo o território brasileiro e geram informações de uso e cobertura do solo usando aprendizado de máquina e análise de séries temporais de imagens de satélites.

Veja o mosaico em:
http://brazildatacube.dpi.inpe.br/portal/explore?layer=cbers_full_resolution_tiles

Brazil Data Cube é desenvolvido desde Janeiro de 2019 pelo INPE MCTIC, por Karine Ferreira, Gilberto Queiroz e Lúbia Vinhas. É um subprojeto do Projeto Monitoramento Ambiental dos Biomas Brasileiros, financiado com recursos do Fundo Amazônia, por meio da colaboração financeira BNDES e FUNCATE nº 17.2.0536.1; sucessor do projeto de pesquisa e-Sensing financiado pela FAPESP (2014/08398-6).

Além do mosaico com resolução espacial de 64 metros, disponibilizamos também versões com 128 e 250 metros de resolução. Todos podem ser baixados no formato GeoTIFF a partir dos seguintes links:

Sistemas de Informações Geográficas podem acessá-los diretamente através do serviço OGC WMS em:
http://brazildatacube.dpi.inpe.br/bdc/geoserver/bdc_brmosaic/wms

(Escolher a camada cbers_full_resolution_tiles)

São José dos Campos-SP, 15 de setembro de 2020 – por INPE
Logo INPE © Todas as matérias e imagens poderão ser reproduzidas, desde que citada a fonte.       

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.