Inpe mostra maior número de queimadas na Amazônia desde 2010 e contradiz vídeo divulgado por Salles e Mourão

Em rede social, Salles fez uma postagem dúbia: “Recebi este vídeo, a Amazônia não está queimando” disse; Mourão afirmou que o ‘Brasil é país que mais preserva suas florestas nativas’

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam que o número de focos de calor registrados na Amazônia entre 1º de janeiro e 9 de setembro deste ano é o maior para este período desde 2010.

Em 2020, foram registradas 56.425 queimadas na região, um crescimento de 6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Os dados contradizem o conteúdo de um vídeo divulgado na quarta-feira pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e pelo vice-presidente, Hamilton Mourão. O título do vídeo é: “A Amazônia não está queimando”.

Segundo os dados do Inpe, no entanto, a Amazônia, está, sim, queimando novamente, como não queimava desde 2010. Naquele ano, os satélites usados pelo Inpe detectaram 72.946 focos de calor no bioma entre 1º de janeiro e 9 de setembro.

Veja o texto na íntegra: O Globo

Leia também:  G1 – Amazônia teve 1.359 km² sob alerta de desmatamento em agosto, mostram dados do Inpe

PUBLICADO EM:    JORNAL DA CIÊNCIA  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.