Militar chefiará esforços de combate às queimadas na Amazônia e no Pantanal do Ibama

Segue a “dança-das-cadeiras” no ministério do meio ambiente. Depois de trocar a presidência do ICMBio, a pasta deve formalizar a substituição do chefe do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), divisão anti-queimadas do Ibama.

militar prevfogo

O analista ambiental Gabriel Constantino Zacharias, servidor de carreira do Ibama, deve dar lugar ao capitão Antônio Pedro Diel Bastos de Souza, do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal. A troca está sendo articulada pelo diretor de proteção ambiental do Ibama, o também militar Olímpio Ferreira Magalhães, coronel da Polícia Militar de São Paulo. Zacharias está no Prevfogo desde 2005.

Enquanto o governo mexe nos cargos, as queimadas seguem destruindo. Tanto na Amazônia quanto no Pantanal, o fogo continua causando devastação e desafiando brigadistas, moradores, especialistas e autoridades a conter as chamas e proteger espécies ameaçadas de extinção que vivem nessas áreas.

Estadão e O Globo repercutiram a troca no Ibama.

Em tempo: O deputado federal Alessandro Molon (RJ) apresentou requerimento solicitando ao ministério da defesa informações sobre a compra de um novo sistema de satélites para monitoramento da Amazônia, sob o custo de R$ 145 milhões. De acordo com a Veja, o parlamentar quer acesso aos estudos do governo que embasaram essa aquisição para saber se a pasta levou em conta a opinião do INPE, órgão que realiza o monitoramento via satélite do desmatamento há anos. Especialistas criticam a compra, argumentando que o novo sistema não ofereceria informações novas e que o valor seria excessivo.

ClimaInfo, 28 de agosto de 2020.

Se você gostou dessa nota, clique aqui para receber em seu e-mail o boletim diário completo do ClimaInfo.

NOTA – A equipe do ECOAMAZÔNIA esclarece que o conteúdo e as opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião deste ‘site”.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.