Espécies frutíferas são aliadas na conservação da natureza

Projeto beneficia famílias assentadas nas imediações da Floresta Nacional do Tapirapé Aquiri e da Reserva Biológica do Tapirapé, ambas no Pará

IMG irrigacao
Os sistemas de irrigação já atendem cerca de 22 hectares agroflorestais. (Foto: Acervo/ICMBio)

O Projeto de Agroextrativismo, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em Carajás, no Pará, incluiu 14 famílias no projeto no mês passado. Elas implantaram os sistemas agroflorestais em suas propriedades e receberam sistemas de irrigação. O projeto já beneficia 30 famílias assentadas nas imediações da Floresta Nacional do Tapirapé Aquiri, em São Félix do Xingu, e no entorno da Reserva Biológica do Tapirapé, em Marabá, que plantam espécies frutíferas como cacau, açaí, cupuaçu e outras.

O objetivo é apoiar a diversificação da produção familiar por meio de sistemas produtivos mais sustentáveis, mais rentáveis e transformando os agroecossistemas em ambientes mais respeitosos à manutenção de todos os organismos vivos. Dessa forma, há melhoria na qualidade ambiental do território onde estão inseridas as unidades de conservação e redução dos impactos das atividades agropecuárias no entorno.

Os sistemas de irrigação já atendem cerca de 22 hectares agroflorestais que apresentam bom desenvolvimento. A irrigação foi projetada para cada uma das áreas implantadas de acordo com a necessidade de consumo de água e o número de plantas de cada espécie. O projeto conta com recursos da compensação ambiental e de parceiros.

Comunicação ICMBio    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.