Contrariando Bolsonaro, Nasa aponta que queimadas são fruto de desmatamento

Ferramenta da agência espacial classifica diferentes tipos de incêndios

A maior parte dos incêndios na Amazônia brasileira desde junho ocorreu em áreas de florestas que foram recentemente desmatadas, segundo aponta análise da Nasa (agência espacial dos EUA), ao contrário do que já disseram o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o vice-presidente e chefe do Conselho da Amazônia Hamilton Mourão.

Em um artigo publicado na quarta (19) com o título “Vamos falar de queimadas”, Mourão não cita o desmatamento como motivo para o fogo na floresta. Ao contrário, o vice-presidente diz que ocorrem incêndios naturais na Amazônia — na verdade, por ser uma floresta úmida, fogo natural, proveniente de raios, por exemplo, é extremamente raro no bioma— e associa as queimadas a “balões de São João, fogueiras e queima de lixo”.

Veja o texto na íntegra: Folha de S. Paulo

Leia também:

O Globo – Nasa: 54% do fogo na Amazônia em 2020 têm origem no desmatamento 

PUBLICADO EM:    JORNAL DA CIÊNCIA  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.