Projeto Piloto de Telemedicina leva atendimento especializado a indígenas do Amazonas

Uma parceria entre Ministérios da Saúde e da Defesa testa um projeto de atendimento médico por videoconferência às aldeias com acesso à internet, no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Rio Negro, no período de 27 de julho a 1° de agosto. O objetivo é diminuir o tempo de espera de consultas, possibilitando o acesso rápido às diversas especialidades de saúde.

O Projeto Piloto de Telemedicina é coordenado pelo Hospital das Forças Armadas (HFA) de Brasília (DF) em parceria com o Hospital Israelita Albert Einsten de São Paulo (SP). Médicos atenderão a distância pacientes indígenas que necessitam de atendimento especializado de psiquiatria, reumatologia, cardiologia, ortopedia, neurologia pediátrica, cirurgia geral, urologia, neurologia e pneumologia.

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, leva atendimento básico de saúde à mais de 28 mil indígenas no estado do Amazonas por meio do DSEI Alto Rio Negro. A Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena (EMSI) do Distrito realizou a triagem de indígenas que necessitam de consultas especializadas, evitando que os pacientes tenham que se deslocar aos centros urbanos para atendimento.

“É um passo importante não só para este momento de enfrentamento à COVID-19, mas como para ações futuras, uma vez que a população que ali reside poderá ser atendida por especialistas de todo Brasil e com altíssima qualidade”, afirmou o secretário especial de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde, Robson Santos da Silva.

Médicos estarão atendendo militares e indígenas no 1º Pelotão Especial de Fronteira do Exército Brasileiro, no distrito de Iauaretê (AM), e no Hospital de Guarnição da São de Gabriel da Cachoeira (AM), e poderão consultar os especialistas de Brasília e São Paulo por videoconferência. “Estamos levando uma ferramenta fantástica que diz respeito à saúde dos nossos militares e população indígena que estão distantes”, explicou o Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, general Manoel Luiz Narvaz Pafiadache.

NUCOM/SESAI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.