Ibama combate atividades associadas ao garimpo ilegal em Roraima

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concluiu, nesta sexta-feira (5) a Operação Uraricoera/Mucajaí, que buscou combater crimes ambientais na Terra Indígena Yanomami e na região da Flona Roraima.

2020-06-08-Operacao-multi-agencias-estrada-RR

Boa Vista – O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concluiu, nesta sexta-feira (5) a Operação Uraricoera/Mucajaí, que buscou combater crimes ambientais na Terra Indígena Yanomami e na região da Flona Roraima.

Na operação, foram identificadas pistas de pouso, helipontos e estradas clandestinas, além de bases de apoio ao garimpo ilegal, e apreendidos mais de 10 mil litros de combustível e equipamentos ligados à prática dos ilícitos, como peças de reposição de motores, compressores, mangueiras e balanças de precisão. As multas aplicadas totalizam R$ 163 mil.

A operação correu em conjunto com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh) e a Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental da Polícia Militar de Roraima (Cipa/PM/RR).

Equipes do Ibama continuam em campo, utilizando equipamentos de proteção individual (EPIs) e observando os cuidados necessários em meio à pandemia do novo coronavírus (COVID-19). A fiscalização ambiental é considerada atividade essencial, de acordo com o Decreto Federal nº 10.282/2020.

Assessoria de Comunicação do Ibama    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.