Comando Militar do Norte inaugura planta solar no 1º Pelotão Especial de Fronteira em Tiriós, no Pará

No dia 16 de junho, o Comandante Militar do Norte, General de Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, acompanhado de uma comitiva de militares do Comando Militar do Norte (CMN), realizou uma inspeção de comando e presidiu as atividades de inauguração da planta solar do 1º Pelotão Especial de Fronteira (PEF), do Comando de Fronteira do Amapá (CFAP)/34º Batalhão Infantaria de Selva, sediado em Tiriós.

Crédito: Sgt Gomes

Tiriós (PA) – No dia 16 de junho, o Comandante Militar do Norte, General de Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, acompanhado de uma comitiva de militares do Comando Militar do Norte (CMN), realizou uma inspeção de comando e presidiu as atividades de inauguração da planta solar do 1º Pelotão Especial de Fronteira (PEF), do Comando de Fronteira do Amapá (CFAP)/34º Batalhão Infantaria de Selva, sediado em Tiriós. O pelotão, localizado no Parque Nacional do Tumucumaque, dista 10 km da fronteira com o Suriname, 594 km de Macapá (AP) e 940 km de Belém (PA) e passou a contar com o fornecimento de energia limpa, 24h por dia. A região caracteriza-se pela existência de cerca de 2.000 indígenas que vivem em 23 aldeias.

O 1º PEF é um exemplo do amálgama que o Exército Brasileiro cultua desde Guararapes, quando brasileiros de diferentes etnias se uniram em prol da Nação. Com quase 20 anos de criação, o pelotão conta com 48 militares, sendo sete indígenas da etnia Tiriyó. Desse efetivo, ressalta-se que os militares designados são todos profissionais e, à exceção do médico, que é substituído mensalmente, o rodízio do pessoal ocorre a cada dois meses, uma vez que, desde a sua fundação, os integrantes do PEF tinham de seis a oito horas diárias de energia produzida por gerador.

Nesse contexto, o Comandante Militar do Norte e sua comitiva foram recepcionados com uma formatura, onde a oração do guerreiro de selva foi conduzida por um militar tiriyó, em seu dialeto. Na sequência, foi realizada a inauguração da planta solar do pelotão. Antes de acionar a chave geral da instalação, o General Paulo Sérgio proferiu seu discurso, enaltecendo a bravura e o comprometimento dos militares que servem naquele rincão amazônico, e agradeceu a todos os atores envolvidos no projeto. “Estamos aqui, hoje, inaugurando essa energia limpa, dando dignidade aos nossos soldados e aos nossos militares, podendo, efetivamente, trazer nossas famílias para Tiriós”, disse o Comandante Militar do Norte.

De acordo com o Tenente Carvalho, engenheiro militar da Comissão Regional de Obras 8 (CRO/8), a potência instalada da usina solar é de 201,6 KWp, o que garante uma geração média de 112 KW. “O projeto vai proporcionar energia 24 horas ao PEF, gerando condições de trabalho e conforto para os militares destacados”, afirmou o engenheiro militar.

Encerrando a jornada, o Comandante da 22ª Brigada de Infantaria de Selva (22ª Bda Inf Sl), General de Brigada Adilson Giovani Quint, afirmou que a inauguração desse grande projeto do CMN impulsionará as capacidades operacional e de adestramento, além das condições de permanência da tropa. “O aumento na produção de energia dará mais elasticidade e sustentabilidade para a realização das nossas operações aqui, na Faixa de Fronteira”, explicou o Comandante da Brigada da Foz.

Fonte: CMN        
Nota Ecoamazônia – Localização de Tiriós – Google Maps

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.