Amazônia tem maior número de queimadas nas primeiras semanas de junho desde 2007

Em 2020, maior parte dos estados amazônicos registra aumento dos focos de incêndio

Entrando em seu período mais seco, a Amazônia já tem as três primeiras semanas de junho com maior número de focos de incêndio desde 2007.

Do início do ano até agora, os registros de queimadas também cresceram na maior parte dos estados do bioma, em comparação com 2019, ano marcado pelas queimadas que chamuscaram a imagem ambiental internacional do Brasil.

Entre o primeiro dia de junho e o dia 21, O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), por meio do Programa Queimadas, detectou 1.469 focos de incêndio na Amazônia.

O valor é 30,5% maior do que o documentado no mesmo espaço de tempo em 2019 (1.125 focos).

Veja o texto na íntegra: Folha de S. Paulo 

PUBLICADO EM:      JORNAL DA CIÊNCIA 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.