Univaja pede proibição de entrada de missionários em aldeias

Indígenas se preocupam com contaminação pelo coronavírus.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) entrou com uma ação civil pública na Justiça Federal de Tabatinga (AM) para impedir a presença de missionários em terras indígenas, por causa da pandemia de coronavírus.

A indígena Tikuna Mislene Mendes falou da preocupação sobre o assunto. Segundo ela, este não é o momento para as missões. Ela lembrou que os indígenas são mais vulneráveis às doenças.

Em documento encaminhado à justiça, o Ministério Público Federal manifestou-se favorável à concessão da liminar solicitada pela Univaja. Com isso, está proibida a entrada de quem não é aldeiado nas comunidades indígenas.

Saiba mais no player abaixo:

 

FONTE:  EBC –  Repórter Solimões  No AR em 24/04/2020 – 13:01

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.