Funai: Nota de repúdio

Em repúdio à notícia equivocada no Twitter do Intercept Brasil, por Amanda Audi, datado de 27/4/20, no qual se afirmou erroneamente que o presidente da Funai disse que servidores do órgão “não são comprometidos com a causa indígena” por estarem em regime de teletrabalho”, durante a participação do Presidente Marcelo Xavier na reunião on-line da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Indígenas do dia 9 de abril último, a Funai vem a público restabelecer a verdade dos fatos.

Assim, cumpre afirmar que o Presidente Marcelo Xavier na verdade disse que “ele estava na sede da Funai trabalhando diariamente em prol do indígena brasileiro, juntamente com sua equipe, e não em casa, em teletrabalho”. Portanto, em nenhum momento foi afirmado que os servidores em teletrabalho não estão comprometidos com a causa indígena, como afirmou textualmente a supracitada Senhora no Twitter.

Infelizmente, mais uma vez, os posicionamentos irresponsáveis e ideológicos de uma mídia sensacionalista e de uma repórter desinformada tentam distorcer a verdade dos fatos em benefício de suas verdades e crenças dogmáticas, desperdiçando o bom uso da razão para comunicar inverdades a seus crentes de plantão.

 

Na tentativa de criar sensacionalismo torpe com os fatos em explicação, aproveitou-se de outro momento da fala do Presidente Marcelo Xavier, que ao se referir aos posicionamentos ideológicos de outras instituições, afirmou ” que a Funai está trabalhando, apesar de muitos servidores terem posição ideológica contrária à atual gestão”. Desta forma, se verifica que não há qualquer relação entre os fatos e a versão distorcida divulgada pelo supracitado Twitter, somente restando à Funai acionar judicialmente a repórter desinformada, visando composição dos danos causados ao seu bom nome e reputação.

Por fim, cabe esclarecer que ao finalizar sua fala, o Presidente Marcelo Xavier pediu, de modo eloquente: “Menos críticas e mais ações positivas, afirmativas, como nós estamos tomando aqui na Funai […] O meu compromisso é deixar os indígenas numa situação confortável”, conforme se comprova da Memória da reunião da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Indígenas, de 9 de abril de 2020.

Assessoria de Comunicação / Funai  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.