Adolescente indígena internado com covid-19 morre no Hospital Geral de Roraima

Informação foi confirmada pelo prefeito de Alto Alegre na noite desta quinta-feira.

Jovem vivia numa comunidade indígena do município de Alto Alegre; região é de difícil acesso Foto: Divulgação – RORAIMA 1

O adolescente indígena de 15 anos internado com covid-19 no Hospital Geral de Roraima (HGR) desde sexta-feira (3) morreu na noite desta quinta (9). A informação foi confirmada pelo prefeito de Alto Alegre, Pedro Henrique (PSD).

O jovem morava numa comunidade indígena do município cujo acesso se dá de barco ou avião.

O diagnóstico para covid-19 saiu na terça-feira (7), conforme a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). Em um boletim divulgado hoje, a pasta informa dois óbitos no Estado, mas não dá detalhes sobre os pacientes.

Uma mulher de 74 anos também morreu nesta quinta com suspeita de coronavírus, mas o resultado do exame atestando a doença ainda não saiu.

Nota

O Distrito de Saúde Especial Indígena (Dsei) Yanomami publicou uma nota confirmando a morte do adolescente. Ele fazia parte da Comunidade Rehebe, Polo Base Uraricoera, no município de Alto Alegre.

A nota do Dsei destaca que a causa da morte ainda não havia sido informada pelo HGR até a noite desta quinta-feira.

Primeira morte

O servidor do Distrito de Saúde Especial Indígena (Dsei) Leste Edil Castro Miranda, de 60 anos, foi o primeiro caso de morte por covid-19 em Roraima.

Ele trabalhava no setor de transportes e estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para onde foi levado após passar mal em casa e apresentar dificuldade respiratória no dia 28 de março.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), o paciente tinha comorbidades associadas, como diabetes e hipertensão. Ele estava sendo tratado com os medicamentos cloroquina e azitromicina, mas não houve resposta positiva. Edil morreu na tarde de sexta-feira (3) da semana passada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.