MPF recomenda suspensão de contato com povo indígena isolado em RR

O objetivo é garantir a segurança e o direito dos povos indígenas em isolamento voluntário de viver livremente e de acordo com suas culturas.

As ações de aproximação da comunidade isolada Moxihatëtëa, no interior da Terra Indígena Yanomami, em Roraima, podem não acontecer. Isso porque o Ministério Público Federal expediu recomendação para suspensão imediata do plano de aproximação desse povo. Segundo o órgão, o objetivo é garantir a segurança e o direito dos povos indígenas em isolamento voluntário de viver livremente e de acordo com suas culturas.

O Distrito Sanitário Especial Indígena Yanomami e o Conselho Distrital de Saúde Indígena que estavam preparando as ações de contato com os índios têm prazo de cinco dias para se manifestarem com informações descrevendo as medidas a serem adotadas.

O Ministério Público Federal recomendou que as ações junto à comunidade Yanomami isolada somente poderão ocorrer em caso de necessidade extrema e risco real aos povos, com justificativa científica e legal. Ainda que qualquer procedimento seja detalhado, com nomes de agentes públicos envolvidos.

Ouça também:

– Detentos de penitenciária em Roraima participam de ação de saúde para monitoramento de doenças de pele

– A capital maranhense vai sediar, em agosto, o maior evento internacional de robótica e a mais antiga competição de futebol de robôs do mundo

– O Instituto Natureza do Tocantins prorrogou por mais um ano a proibição de pesca no rio Caiapó

FONTE: EBC – Repórter Nacional – Amazônia 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.