Em Manaus, ministro defende a valorização da riqueza natural para melhoria na qualidade de vida da população local

Implementação da Secretaria da Amazônia também teve destaque no primeiro dia da visita à capital amazonense.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, iniciou nesta sexta-feira (31) uma visita com duração de três dias em Manaus. Acompanhado do governador do Amazonas, Wilson Lima, o ministro esteve no CEPAM (Centro de Estudo e Pesquisas da Amazônia) do ICMBIO, conheceu as dependências do Centro de Biotecnologia do Amazonas, além da sede do Ibama e do novo prédio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

Salles destacou que a viagem é fundamental para a continuidade da politica de preservação da Amazônia. “Nós não podemos esquecer que essa é a região com maior riqueza natural, mas onde temos os piores índices de desenvolvimento humano. E isso se deve a uma incapacidade que se teve no passado de transformar essa riqueza em renda para as pessoas e melhoria na qualidade de vida dos que moram aqui”, afirmou.

Outro passo dado diz respeito a criação da Secretaria da Amazônia, que trabalhará junto com o Conselho da Amazônia, com base nos quatro eixos prioritários: regularização fundiária, zoneamento econômico-ecológico, Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) e bioeconomia. “Um trabalho inovador e revolucionário para a conservação da floresta.”

O governador do Amazonas, Wilson Lima, falou da importância da presença do representante do Ministério do Meio Ambiente na capital do estado durante esses dias. “Reforça o compromisso que o Ricardo Salles tem com a região, sobretudo com as políticas de desenvolvimento sustentáveis e a questão de bioeconomia”, disse Lima.

Neste sábado (01), Ricardo Salles segue a agenda de compromissos em Manaus, desta vez, também acompanhado do administrador da Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos Estados Unidos, Andrew Wheeler.

Ascom MMA
(61) 2028-1227

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.