Extração é artesanal e não degrada meio ambiente, diz presidente

Na última semana, um vídeo com indígenas realizando a extração de minérios em terras demarcadas circulou na internet e a Sodiurr informou que isso não é novidade, apesar da repercussão.

A presidente da Sociedade de Defesa dos Índios Unidos de Roraima (Sodiurr), Irisnaide Silva, destacou que a extração de minérios feita por índios ocorre há mais de 20 anos de forma artesanal.

Um vídeo que mostra indígenas realizando a extração de minérios em terras demarcadas circulou pela rede social na semana passada.

Apesar da repercussão obtida, principalmente pelas diferentes opiniões sobre o assunto, a atividade não é novidade. Na área da Raposa Serra do Sol, ao Norte do Estado, por exemplo, a extração de minérios feita por índios ocorre há mais de 20 anos.

A exploração desses minérios, entretanto, ocorre de forma artesanal, conforme explicou a presidente da Sociedade de Defesa dos Índios Unidos de Roraima (Sodiurr), Irisnaide Silva.

Na comunidade Santa Creuza, onde nasceu, a mineração já era desenvolvida antes de qualquer ideia de demarcação. Toda a repercussão, segundo ela, veio após os debates e a própria limitação. “Os indígenas nunca deixaram de trabalhar nisso, não por uma questão cultural, mas para ter uma condição melhor de vivência.

O trabalho é feito de forma artesanal, não há maquinário. Da última vez, nós vimos pessoas de 88 anos trabalhando achando que vão ter um lucro expressivo”, explicou. Sendo o ouro o principal minério extraído, a quantidade pode variar de cinco a 10 gramas, a depender do trabalho feito durante o dia e da região da mineração.

A presidente informou ainda que a venda costuma acontecer junto a pessoas que não trabalham com a atividade. Contudo, se amigos ou parentes têm condições, o ouro também é vendido entre os próprios indígenas “Eles conseguem uma média de R$ 500 com essas vendas, podendo ser um pouco para mais ou para menos. Não é algo que dê tanto lucro pela forma com que é feito”, informou.

ANA GABRIELA GOMES
Editoria de Cidade

FONTE: JORNAL FOLHA DE BOA VISTA 

VER MAIS EM:  https://folhabv.com.br/noticia/CIDADES/Capital/Extracao-e-artesanal-e-nao-degrada-meio-ambiente–diz-presidente/62377  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.