Comissão aprova consulta pública prévia em redução de unidade de conservação

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável aprovou proposta  do deputado Carlos Henrique Gaguim (DEM-TO) que exige a realização de estudos técnicos e consulta pública prévios à redução ou extinção de unidades de conservação ambiental (PL 8671/17).

O projeto altera a Lei 9.985/00, que institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Snuc). O texto foi relatado pelo deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), que apresentou parecer favorável.

Agostinho explicou que, hoje, a consulta pública prévia é obrigatória apenas para a criação de unidades de conservação. No caso de redução ou extinção, a legislação exige apenas que haja uma lei específica. Para ele, a consulta prévia à população atingida pela mudança na unidade de conservação vai melhorar o processo de decisão.

O relator também recomendou a aprovação do PL 116/19, da deputada Renata Abreu (Pode-SP), que tramita em conjunto. O texto exige que os estudos que fundamentam a proposta de criação de unidade de conservação sejam amplamente disponibilizados para o público (por meio da internet, no órgão ambiental local e nas audiências públicas). Também dispensa a realização de consultas públicas para a criação de Reserva Particular do Patrimônio Natural.

Tramitação
O PL 8671/17 tramita em caráter conclusivo e será analisado agora pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

 

Reportagem – Janary Júnior
Edição – Wilson Silveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara Notícias’.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.