PRF realiza operação em Santa Maria do Pará e apreende mais de 100 m³ de madeira ilegal

A PRF segue combatendo com bastante rigor os crimes ambientais no Pará, e o resultado deste trabalho é a ação ostensiva dos policiais que visa coibir a extração de madeira de forma ilícita. Só no último sábado (05), quatro flagrantes foram registrados no Município de Santa Maria do Pará. Totalizando 115,76 m³ de madeira ilegal.  

A primeira ocorrência aconteceu 00h30, quando os policiais que fiscalizavam no km 102 da BR 316, abordaram o veículo VOLVO/FH 520 6×4 de cor branca. Ao indagar o condutor sobre a proveniência da carga transportada, o mesmo informou que a madeira era oriunda do Estado do Mato Grosso, e tinha como destino a cidade Fortaleza/CE. Analisando a carga transportada e comparando-a com as documentações apresentadas pelo condutor, constataram-se divergências quanto ao volume que estavam sendo transportados. Foi declarado o volume de 38,05,00 m³ de madeira serrada, e após feita a medição técnica pelos os policiais, chegou-se à um volume total de 39,43 m³. Caracterizando o transporte ilegal do produto.

Meia hora após o primeiro flagrante, outra apreensão ocorreu. Dessa vez os policiais abordaram por volta de 01h00, o veículo Volvo/NI, cor branca. Perguntado sobre a origem e destino da carga, o condutor informou que embarcou a madeira em Uruara/PA e tinha como destino cidade de Nova Iguaçu/RJ. Solicitada aS documentações, o motorista entregou as notas relativas à madeira, que discriminava o volume total de 34,51 m³ de madeira da espécie Quaruba e Pequia. Após uma minuciosa verificação do volume e do tipo de madeira transportado, os agentes encontraram outros de tipos de madeira onde não constava nos documentos fiscais. Confirmando o crime e invalidando a carga.

Encerrando as ocorrências do último sábado, a PRF fez outras duas apreensões de madeira ilegal em Santa Maria do Pará. Dessa vez os ilícitos foram descobertos em um intervalo de 15 minutos, após abordagem aos veículos M BENZ L 1620 e o veículo VW 24.250, que trafegavam no km 102 da BR 316 no município de Santa Maria do Pará. Solicitada a devidas documentações os condutores apresentaram as notas fiscais do produto que discriminavam um total de 15,75 m³ e 26,09 de madeira serrada, porém, ao realizar a medição técnica das cargas, constatou-se outros tipos de madeira, não declarado na nota e na Guia Florestal apresentadas, tanto em relação ao volume quanto ao corte da madeira.

Diante dos flagrantes de crime ambiental evidenciados acima, cinco condutores dos caminhões foram detidos e liberados após a assinatura de Termo Circunstanciado de Ocorrência. Os caminhões com as respectivas cargas de madeira foram apreendidos e disponibilizados ao órgão ambiental competente.

FONTE: PRF

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.