Amazônia: a REPAM chama, o povo de Deus responde!

A Rede Eclesial Pan-amazônica, REPAM, prossegue sua caminhada depois de promover 262 eventos entre assembleias territoriais, fóruns temáticos e rodas de conversas em sete dos nove países da Pan-Amazônia.

Pe. Alfredo Ferro, Pe. Peter Hughes, Maurício Lopez, Pe. Dario Bossi, João G. Sampaio e Ir. Irene Lopes – Assessores da REPAM reunidos em Quito, no Equador, para refletir e alinhavar sua missão

A Rede Eclesial Pan-amazônica, REPAM, prossegue sua caminhada, depois de promover 262 eventos entre assembleias territoriais, fóruns temáticos e rodas de conversas em sete dos nove países da Pan-Amazônia.

Em vídeo, a REPAM apresenta o balanço das atividades realizadas, que atingiram milhares de pessoas e geraram outra centena de relatórios.

“ Isso nunca aconteceu de forma tão intensa e tão numerosa – avalia o cardeal Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo/SP e Presidente da REPAM. ”

O Brasil, por sua extensão territorial e por ter a maior parte da Amazônia dentro de suas fronteiras, concentrou a maior parte dos eventos: foram 23 assembleias, sete fóruns e 151 rodas de conversa contabilizadas. Outro destaque é que a REPAM promoveu os 16 fóruns temáticos em nível pan-amazônico, reunindo grupos de povos indígenas e mulheres, por exemplo. No Brasil, por iniciativa de bispos e pastorais, foram realizados encontros específicos para pescadores e para quilombolas.

Foram 262 questionários respondidos, sendo 181 apenas do Brasil. Todo este material foi sistematizado nas primeiras semanas de fevereiro pelas equipes da REPAM com apoio de peritos e membros do Conselho Pré-sinodal.

A partir deste material, uma comissão de especialistas está redigindo o Documento de Trabalho para o Sínodo. O Instrumentum Laboris, depois de aprovado pelo Papa Francisco, será publicado em julho.

Cidade do Vaticano – Cristiane Murray

FONTE: VATICAN NEWS – https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2019-04/repam-eventos-amazonia-sinodo.html#play   

FONTE: REPAM

FONTE: VATICAN NEWS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.