Polícia Federal e Funai se unem em ação de combate ao garimpo ilegal na Terra Indígena Apyterewa

Em parceria com a Funai, a Polícia Federal realizou, na última segunda-feira (11),  uma diligência junto às comunidades Parakanã das aldeias Raio de Sol e Xahytata, na Terra Indígena (TI) Apyterewa/PA. O objetivo foi colher informações que possam auxiliar no combate ao garimpo ilegal na região.

Balsa garimpeira é apreendida pelo delegado da Polícia Federal. Foto: Polícia Federal

Recebidos pelas lideranças indígenas e com acompanhamento técnico da Funai, os agentes policiais recolheram depoimentos nas aldeias e registraram a retenção de equipamentos relacionados à atividade ilícita garimpeira na TI. O material havia sido apreendido pelos próprios indígenas, no começo do mês, devido constatação de extração ilegal em seu território.

Equipamentos apreendidos. Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal lavrou os termos de apreensão e de Fiel Depositário fazendo a destinação do equipamento. No total, foram registrados uma balsa garimpeira, dois motores, esteira e compressor de ar usado em garimpagem por mergulho.

A exploração de minérios na região tem sido cada vez mais preocupante devido, principalmente, à poluição das águas e o assoreamento do rio São Sebastião, muito usado pelas comunidades indígenas para pesca, banho, no processo de fabricação da farinha de mandioca e, em alguns casos, até para ingestão.

O apoio técnico e logístico da Funai à atividade da Polícia Federal na última segunda-feira faz parte das ações de monitoramento territorial e ambiental deflagradas pela Diretoria de Proteção Territorial (DPT) no intuito de identificar e prevenir atividades ilícitas em território indígena.

De acordo com João Loureiro, diretor da DPT, o monitoramento e proteção das áreas é uma das ações prioritárias da atual gestão. “Os esforços da nossa equipe estão ainda maiores. A Funai, que sempre desenvolveu e supervisionou ações de informação territorial, prevenção de ilícitos e fiscalização, por meio da Coordenação-Geral de Monitoramento Territorial, está se dedicando com muito mais afinco para que as parcerias institucionais, imprescindíveis para a proteção do território, se intensifiquem”, declarou Loureiro.

Assessoria de Comunicação/Funai

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.