Ecologia integral é pauta de evento da REPAM em Washington

O encontro “Ecologia Integral: uma resposta sinodal ao cuidado da nossa casa comum” reunirá mais de 120 participantes de todo o mundo na sede da Universidade de Georgetown.

A Universidade de Georgetown acolhe de 19 a 21 de março o evento internacional “Ecologia Integral: uma resposta sinodal ao cuidado da nossa casa comum”.

O encontro é coordenado pela Rede Eclesial Pan-amazônica – REPAM, e co-patrocinado pelo Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral da Santa Sé, a Missão Permanente da Santa Sé nas Nações Unidas, a Universidade de Georgetown (EUA) e a Conferência Jesuíta do Canadá e dos Estados Unidos, com o apoio da Caritas International e a participação da Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos.

Quem participa

São esperados mais de 120 participantes de todo o mundo, representantes eclesiais, membros e líderes de organizações de povos e comunidades, instâncias acadêmicas e universitárias, organismos internacionais, enviados do Vaticano associadas aos temas, membros da REPAM, Rede Eclesial Pan-Amazônica e aliados. O Presidente da REPAM, Cardeal Cláudio Hummes, fará quarta-feira (20/03) uma palestra sobre a “Identidade, Caminhos e Propostas da Rede”.

O que é a Pan-amazônia

A Pan-amazônia é um bioma, ou seja, um sistema vivo que funciona como um estabilizador do clima regional e global, produzindo 1/3 das precipitações que alimentam a terra. Com sua biodiversidade, alberga cerca de 3 milhões de indígenas, pertencentes a 390 povos; e 137 povos isolados ou não contatados. Lá existem 240 línguas faladas de 49 famílias linguísticas. Quase 35 milhões de habitantes ocupam a área, de 7,5 milhões de km2, distribuída em 9 países da América do Sul (Bolívia, Brasil, Colômbia, Peru, Equador, Guiana Francesa, Guiana e Suriname). Representa 43% da superfície da América do Sul, concentra 20% da água doce não congelada do planeta e 34% das florestas primárias, que abrigam entre 30% e 50% da fauna e flora do mundo.

A rede e a nova oportunidade

De acordo com Maurício Lopez, Secretário Executivo da REPAM, “um novo sujeito eclesial está nascendo: é um sujeito que complementa, reforça as ações de toda a Igreja, em parceria com todas as mulheres e homens de boa vontade, com as organizações dos povos indígenas, com organizações internacionais e regionais, para dizer: precisamos de uma mudança! Podemos dizer que o Sínodo para a Amazônia é uma oportunidade especial para incentivar mudanças profundas sobre como a Igreja pode acompanhar e responder aos sinais dos tempos que ameaçam a vida dos biomas, o futuro dos povos indígenas e suas culturas, e o que coloca as gerações futuras em risco”.

Cristiane Murray – Cidade do Vaticano

FONTE: VATICAN NEWS – https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2019-03/ecologia-integral-pauta-evento-repam-washington.html

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.