Ibama identifica fraude em sistemas e PF faz busca e apreensão em Itaúba (MT)

A Polícia Federal (PF) cumpriu nesta terça-feira (05/02) mandados de busca e apreensão em imóveis na cidade de Itaúba, no norte de Mato Grosso, após o Ibama ter identificado fraudes em sistemas de controle de produtos florestais.

imagem sem descrição.

Brasília (05/02/2019) – A Polícia Federal (PF) cumpriu nesta terça-feira (05/02) mandados de busca e apreensão em imóveis na cidade de Itaúba, no norte de Mato Grosso, após o Ibama ter identificado fraudes em sistemas de controle de produtos florestais.

O monitoramento permitiu a identificação de empresários do setor madeireiro e engenheiros florestais que fraudavam informações para “esquentar” recursos naturais extraídos ilegalmente de Áreas de Preservação Permanente (APPs), Unidades de Conservação (UCs) e Terras Indígenas (TIs).

A Justiça Federal determinou a apreensão de 19 veículos, um avião e valores mantidos em instituições financeiras direta ou indiretamente relacionados aos investigados. O Ibama bloqueou a madeireira alvo da operação no sistema do Documento de Origem Florestal (DOF) e emitiu notificação que exige a apresentação de informações detalhadas sobre a quantidade e o tipo de madeira armazenada no pátio da empresa.

De acordo com a investigação, madeireiras de fachada ou com baixa produtividade eram constituídas em nome de “laranjas” com o objetivo de gerar créditos de produtos florestais a serem transferidos para empresas de regiões com grande potencial madeireiro. O prejuízo ambiental causado pelos investigados foi estimado em R$ 15 milhões. Eles são acusados de crimes contra a flora, furto e receptação de madeira, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Assessoria de Comunicação do Ibama
imprensa@ibama.gov.br
061 3316 1015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.