II Encontro Internacional Olhares sobre as Políticas de Proteção aos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato

Ainda repercutindo o II Encontro Internacional Olhares sobre as Políticas de Proteção aos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato, o CTI preparou uma edição especial do Boletim Povos Isolados na Amazônia com trechos dos debates em vídeo.

No total são cinco vídeos resumindo as discussões das mesas temáticas do encontro.

No primeiro vídeo os participantes da mesa de contextualização do encontro falaram sobre a situação dos direitos dos povos indígenas isolados no Brasil, Colômbia, Peru, Bolívia e Paraguai.

“O Estado sempre discutiu a portas fechadas, de forma muito fechada, essa questão de povos isolados e de recente contato”, diz Angela Katxuyana sobre a experiência brasileira no tema dos povos isolados.

O segundo e o terceiro vídeo tratam das estratégias, acordos e instrumentos de gestão territorial na proteção de povos indígenas isolados e de recente contato, ou seja, dos esforços adotados pelas comunidades indígenas que estão no entorno das áreas de circulação de povos isolados e os esforços das comunidades de recente contato na proteção de seus territórios compartilhados.

“Como ferramenta de proteção, estamos agora fazendo nosso plano de gestão, também é uma ferramenta que vai ajudar a proteger os nossos parentes que estão isolados por vontade própria”, relata Juventino Katxuyana.

“É importante ver exemplos de ferramentas, como os outros países estão implementando para poder fazer a proteção dos povos indígenas”, fala Oswaldo Silva Martinez, povo Cubeo da Colômbia.

O tema da consulta prévia sobre os empreendimentos em terras indígenas também foi tema do encontro que aparece nos depoimentos do vídeo quatro.

“O tema que me chamou atenção é sobre os protocolos de consulta e consentimento prévio, livre e informado. Porque deles nos valemos para que nos consultem sobre qualquer atividade ou projetos que sejam feitos em nossas comunidades porque hoje em dia existem muitas ameaças”, comenta Amelia Conde, do povo Uwottüja da Venezuela.

Por fim, o encontro também foi espaço de trocas culturais e de confraternização de povos indígenas de toda a América do Sul, e o quinto vídeo traz registros das apresentações espontâneas de cantos durante o encontro.

A todos os leitores recomendamos que assistam os vídeos e compartilhem com os amigos.

VER MAIS EM:

https://boletimisolados.trabalhoindigenista.org.br/2018/12/11/retrospectiva-em-video-ii-encontro-internacional-olhares-sobre-as-politicas-de-protecao-aos-povos-indigenas-isolados-e-de-recente-contato/  

Os participantes do II Encontro Internacional Olhares sobre as Políticas de Proteção aos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato também aproveitaram a presença de diferentes povos para suas apresentações culturais. Registramos cantos dos povos Zo’é, Tapayuna, Awa Guaja, Guajajara, Huni Kuin e Guajajara. Juntamos tudo em um vídeo para que o leitor do Boletim Povos Isolados na Amazônia também conheça um pouco mais da cultura desses povos:

https://boletimisolados.trabalhoindigenista.org.br/2018/12/11/videos-dia-2-ii-encontro-internacional-olhares-sobre-as-politicas-de-protecao-aos-povos-indigenas-isolados-e-de-recente-contato/  

https://boletimisolados.trabalhoindigenista.org.br/2018/12/11/videos-dia-1-do-ii-encontro-internacional-olhares-sobre-as-politicas-de-protecao-aos-povos-indigenas-isolados-e-de-recente-contato/

FONTE: CTI – Categorias: edicao-12

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.