Amazonas e Pará anunciam ações para evitar acidentes com barragens

No Amazonas, o governo anunciou nessa terça-feira a fiscalização das barragens da Mineração Taboca, localizadas em Presidente Figueiredo, a 117 quilômetros de Manaus.

A ação ocorrerá nos dias 8 e 9 de fevereiro e será coordenada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas.

Ao todo, o Amazonas possui 38 barragens enquadradas na Lei de Segurança de Barragens, sendo 29 destinadas à atividade de aquicultura, oito de mineração e a Hidrelétrica de Balbina.

O Amazonas é pioneiro na utilização de drones para monitoramento e classificação de barragens de aquicultura. Essa tecnologia deve ser usada para o reforço da fiscalização de outras barragens. Também está prevista a criação de uma sala de monitoramento em tempo real com informações sobre essas instalações.

No Pará, um sistema informatizado também será criado para cadastrar todas as barragens existentes no estado. A expectativa é que o programa comece a funcionar até o segundo semestre deste ano.

Na segunda-feira, o governo do Pará criou um grupo de trabalho para fiscalizar as barragens e criar um programa de prevenção a acidentes.

O estado possui 98 barragens de mineração. Sessenta e quatro estão incluídas no Plano Nacional de Segurança de Barragens.

Repórter Nacional – Amazônia

FONTE:   EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.