MPF cria Grupo de Intervenção Rápida contra Superdesmatamentos na Amazônia

Objetivo é construir modelos de trabalho para atuação célere contra desmatamentos com área superior a 400 hectares.

A Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal (4CCR) criou o Grupo de Intervenção Rápida contra Superdesmatamentos. Composto por cinco procuradores da República, o grupo é permanente e tem como objetivo promover a rápida repressão civil e criminal a desmatamentos com área superior a 400 hectares identificados na Amazônia Legal. 

Foto aérea de uma área desmatada.

Foto: Fotos Públicas/ Mayke Toscano Gcom MT  

O grupo deverá construir fluxogramas e modelos de trabalho replicáveis em todas as unidades do MPF situadas na Amazônia, para garantir elementos e subsídios aos procuradores responsáveis pelos casos de superdesmatamentos, para uma atuação célere e eficaz, tanto na esfera cível quanto na criminal.

Pela metodologia de trabalho, o grupo será responsável por consolidar parcerias para receber alertas em tempo real de grandes desmatamentos e fazer o cruzamento imediato das informações dos polígonos com bases de dados públicos (Cadastro Ambiental Rural, Sistema de Gestão Fundiária – Sigef, Terra Legal, banco de dados de autuações e embargos do Ibama, entre outras), para identificar possíveis responsáveis e beneficiários. Também vai verificar se há autorização para o desmatamento concedida por órgão do Sistema Nacional do  Meio Ambiente (Sisnama) e se houve vistoria in loco por parte do Ibama e do ICMBio na área, podendo solicitar fiscalização e adotar outras medidas investigativas adicionais para punir o desmatamento.  

A intenção é que atuação do grupo contribua para aprimorar tanto a atuação do MPF quanto a de instituições parceiras no combate ao desmatamento ilegal na Amazônia.

Veja abaixo a composição do grupo:

Ana Carolina Haliuc Bragança – procuradora da República no Amazonas – Coordenadora
Antônio Augusto Teixeira Diniz – procurador da República no município de Oiapoque
Daniel Azevedo Lôbo – procurador da República em Rondônia
Daniela Lopes de Faria – procuradora da República em Rondônia
Joel Bogo – procurador da República no Acre

Íntegra da portaria de criação

Secretaria de Comunicação Social
Procuradoria-Geral da República
(61) 3105-6406 / 6415
pgr-imprensa@mpf.mp.br
facebook.com/MPFederal
twitter.com/mpf_pgr

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.