Para PFDC, decreto da governadora de Roraima que limita atendimento a migrantes é inconstitucional

Em nota pública, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão destaca a competência privativa da União para legislar sobre o tema e defende a revogação imediata do ato normativo

Arte retangular, com fundo cinza e a expressão "Nota pública da PFDC" em letras brancas.

Imagem: PFDC

Em nota pública divulgada nesta quinta-feira (2), a procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, definiu como inconstitucional o decreto assinado pela governadora de Roraima, Suely Campos, no qual determina a atuação especial das forças de segurança pública e demais agentes estaduais para regulamentar a oferta de serviços (como saúde e controle da fronteira) a imigrantes, incluindo os venezuelanos, frente ao fluxo migratório intensificado na região.  

De acordo com a PFDC, a União tem a competência privativa de legislar sobre emigração e imigração, entrada, extradição e expulsão de estrangeiros, não cabendo às unidades federativas estabelecer legislação própria acerca do tema. “Esse diploma legal tem como eixo central a universalidade, indivisibilidade e interdependência dos direitos humanos, e, como consequência, contempla extenso rol de direitos a serem assegurados a migrantes em condições de igualdade com os nacionais”, destaca a nota.

Além disso, esclarece o documento, o decreto segue na contramão das normas vigentes, citando a nova Lei de Migração, na medida em que promove discriminação e reforça, simbolicamente,  expressões de xenofobia verificadas no cotidiano daquele estado.

Ainda segundo a nota pública, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em Roraima encaminhou uma recomendação à governadora solicitando a revogação imediata do decreto, com a advertência de que o ato normativo, caso produza efeitos, poderá concretizar hipótese de improbidade administrativa.

Para acessar a íntegra da nota pública, clique aqui.

Assessoria de Comunicação e Informação
Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC/MPF)
Tel: (61) 3105 6083 / 3105 6013
pfdc-comunicacao@mpf.mp.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.