Moradores de Barcarena (PA) denunciam ao MP interrupção do fornecimento de água potável pela Hydro

Segundo relataram lideranças de Barcarena, suspensão ocorreu depois que MP anunciou investigação sobre entrega de água contaminada (foto:ascom MPF/PA)

Representantes de comunidades impactadas pelo vazamento de rejeitos da refinaria Hydro Alunorte, de Barcarena (PA), informaram, nesta segunda-feira (30), a membros da força-tarefa do Ministério Público (MP) para o caso, que a Hydro deixou de fornecer água potável às comunidades.

Segundo lideranças de Barcarena, a suspensão ocorreu na semana passada, depois que o MP pediu a abertura de inquérito policial para analisar informação confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde Pública do Estado do Pará (Sespa) de que estava contaminada por metais pesados a água fornecida em carros-pipa a várias comunidades.

Os membros do Ministério Público Eliane Moreira, Felipe de Moura Palha e Ricardo Negrini, informaram que a força-tarefa vai analisar medidas – inclusive judiciais – para que a entrega da água seja retomada.

Os procuradores da República e a promotora de Justiça lamentaram que um atendimento de importância emergencial e humanitária tenha sido bruscamente interrompido, e que essa interrupção tenha sido comunicada às comunidades como sendo motivada pelo Ministério Público, que jamais solicitou a suspensão da entrega de água potável, e sim apenas da água contaminada.

Sobre pedido da comunidade para ter acesso direto às informações sobre providências tomadas no caso, o Ministério Público destacou que essa é uma das propostas da força-tarefa apresentada no Termo de Ajuste de Conduta (TAC) e na ação ajuizada na Justiça Federal: que seja formado um comitê social integrado por moradores de Barcarena para acompanhar e fiscalizar as obrigações que vierem a ser atribuídas à Hydro.

Na reunião desta segunda-feira os membros do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) também receberam e deram encaminhamento a outras denúncias apresentadas pela comunidade, como algumas relacionadas à contaminação do lençol freático por um lixão e a qualidade da água fornecida pelo sistema de saneamento básico.

Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação
(91) 3299-0148 / 3299-0212
(91) 98403-9943 / 98402-2708
prpa-ascom@mpf.mp.br
www.mpf.mp.br/pa
www.twitter.com/MPF_PA
www.facebook.com/MPFederal
www.instagram.com/mpf_oficial
www.youtube.com/canalmpf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*