Ibama e PF desativam 9 máquinas de garimpo na TI Munduruku (PA)

8 de Maio de 2018  - Jaime de Agostinho

Garimpo desativado na região da Terra Indígena Munduruku, no sul do Pará – Foto: Vinícius Mendonça/Ibama

Operação de combate ao garimpo ilegal realizada pelo Ibama em conjunto com a Polícia Federal (PF), o ICMBio, a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Policia Militar do Pará resultou na destruição de oito escavadeiras hidráulicas e um trator usados para exploração de ouro na Terra Indígena Munduruku, no sul do estado.

Iniciada na última quinta-feira (03/05), com participação do Grupo Especializado de Fiscalização (GEF) do Ibama e do Comando de Operações Táticas (COT) da PF, a operação teve apoio de helicópteros do Ibama e da FAB.

Desativação de maquinário em garimpo – Foto: Ibama

 

A destruição de equipamentos foi determinada pela Justiça após denúncias de lideranças indígenas.

“A TI Munduruku e seu entorno são foco de intensa pressão do garimpo ilegal. A exploração de recursos naturais provoca o assoreamento de rios e igarapés, além da contaminação por mercúrio. Comunidades da região e animais são os principais atingidos pela destruição”, diz o coordenador de Operações de Fiscalização, Roberto Cabral.

A TI Munduruku tem 2,3 milhões de hectares e abriga cerca de 3,3 mil indígenas, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Assessoria de Comunicação do Ibama
imprensa@ibama.gov.br
061 3316 1015

 

 


Palavras-chave: , , , , , , ,


Deixe um comentário

*