Nível do Rio Madeira deve chegar a 17,10 metros, afirma Defesa Civil

O Rio Madeira deve continuar subindo até a cota de 17,10 metros, segundo estimativa do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) divulgados pela Defesa Civil de Porto Velho nesta quinta-feira (25) durante apresentação do plano de contingência para enchente 2018 do rio.

Além da Defesa Civil, estavam presentes ao evento representantes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social, Corpo de Bombeiros, Sipam, moradores de comunidades e distritos do Eixo da BR, Médio e Baixo Madeira.

Nesta quinta-feira, o nível do rio na capital está em 14,97 metros. Já na região de Abunã chegou a 20,83 metros.

“Essa nova estimativa ocorre, pois, o fenômeno La Liña, que influencia a quantidade de chuva nos rios Madre de Dios e Beni, na Bolívia, está perdendo força, podendo causar uma diminuição das chuvas nessas regiões nos próximos meses. Portanto, chegamos a um modelo em que o Rio Madeira poderá chegar entre 15 a 17,10 metros. Portanto, não há condições climáticas, segundo o Sipam, que indiquem uma cheia com proporções semelhantes a que ocorreu em 2014”, afirma Marcelo Santos, coordenador de Proteção e Defesa Civil da capital.

O plano de contingência, segundo Marcelo Santos, contempla um conjunto de ações que envolvem todas as secretarias do município e do estado, além de outras organizações, com o objetivo de preparar o município contra uma nova inundação ou mesmo prestar socorro às famílias conforme houver necessidade.

Ainda conforme a Defesa Civil, o plano já está sendo colocado em ação muito antes do anúncio da cota de alerta, 14 metros, com sinalização de locais vulneráveis a desbarrancamento e monitoramento de famílias em área de risco. Os dados do Sipam também foram adicionados ao plano.

Marcelo Santos lembra que, por enquanto, as ações são concentradas com a Defesa Civil Municipal, mas caso haja necessidade, haverá também a ajuda estadual.

FONTE: RONDONIAGORA

http://www.rondoniagora.com/geral/nivel-do-rio-madeira-deve-chegar-a-17-10-metros-afirma-defesa-civil

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.