Feirão do Produtor Rural do Inpa capacita produtores de guaraná orgânico de Maués

Mais de 1.500 produtores rurais já foram capacitados ao longo de dois anos pelo Projeto Feirão do Produtor Rural. O curso utiliza o método participativo com as comunidades.

Foto: Acervo Ascom Inpa

Nesta quarta-feira (31), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) encerra a capacitação em agricultura orgânica para cerca de 30 agricultores familiares das comunidades Brasileira, São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré, localizadas na região do alto Urupadi, na divisa entre os rios Marau e Monjuru, no município de Maués (AM).

Os agricultores do alto Urupadi produzem guaraná reconhecido como produto orgânico vendido nas feiras de Maués, de Manaus, além de outros municípios do Amazonas e de outros estados. O fruto é vendido em pó e também em bastão, que é ralado para consumo.

A iniciativa faz parte do Projeto Feirão do Produtor Rural, financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). É coordenado pela pesquisadora do Inpa, Sonia Alfaia, por meio de uma parceria com outras instituições, principalmente a Universidad Sanct Spíritus José Mari Pérez, de Cuba.

Por meio do projeto já foram capacitados mais de 1.500 produtores rurais, ao longo de dois anos. O curso utiliza o método participativo com as comunidades e inclui atividades teóricas, dinâmicas, troca de experiências, sensibilização do grupo na temática envolvida e atividades práticas.

Durante o curso são trabalhados princípios agroecológicos, produção de adubos orgânicos, manejo agroecológico de pragas e doenças e práticas de manejo.

Fortalecimento do guaraná 

Fortalecer o sistema agrícola tradicional de produção de guaraná com práticas de base agroecológica é o desafio da Associação dos Agricultores Familiares do Alto Urupadi (AAFAU).

O Guaraná Urupadi já é reconhecido como produto orgânico cultivado em sistema agrícola tradicional com mudas naturais extraídas das matrizes silvestre de guaranazeiros. “Agora precisamos cada vez mais melhorar e aperfeiçoar o nosso sistema agrícola com base na agricultura orgânica”, diz Oliveira.

O Projeto Guaraná Urupadi foi criado pela Associação dos Agricultores Familiares do Alto Urupadi e tem como objetivo valorizar o sistema agrícola tradicional de produção de guaraná visando a conservação da floresta, segurança alimentar e geração de renda.

São parceiros do projeto, além do Inpa, a Prefeitura de Maués, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Instituto Acariquara e Slow Food Brasil.

Da Redação – Ascom Inpa

FONTE: INPA

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.