Ibama, PF e Receita apreendem madeira ilegal em 38 contêineres nos portos de Manaus (AM)


Agente ambiental inspeciona contêiner em porto de Manaus (AM) – Foto: Ibama

Operação de combate ao comércio ilegal de madeira realizada pelo Ibama em conjunto com a Receita Federal e a Polícia Federal (PF) resultou na apreensão de 38 contêineres em portos de Manaus (AM). Até o momento foram aplicados 17 autos de infração que totalizam R$ 150 mil em razão do transporte e armazenamento irregular de 580 metros cúbicos de madeira serrada. A carga equivale a cerca de 100 caminhões toreiros carregados e estava distribuída em 24 dos 38 contêineres. Os outros 14 serão vistoriados nos próximos dias.

A PF investiga a hipótese de que o carregamento seria destinado à exportação. De acordo com o chefe da Divisão Técnico-Ambiental do Ibama em Manaus, Hugo Loss, é a maior apreensão de madeira serrada em portos do Amazonas. A carga recolhida foi doada ao Exército, ao Batalhão Ambiental da Polícia Militar e à Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Após a Receita Federal ter verificado aumento incomum do trânsito de madeira pelo Porto de Chibatão (AM), agentes do Ibama identificaram fraudes no Documento de Origem Florestal (DOF). Guias eram emitidas e canceladas, permitindo que os responsáveis pela carga tivessem a autorização para transporte sem que houvesse desconto dos créditos de madeira no sistema de controle. Pelo menos nove empresas apresentaram divergências no DOF em relação à carga encontrada. Foram fiscalizadas 23 empresas e 100 contêineres.

O carregamento apreendido seguiria para os portos de Salvador (BA) e Santos (SP). Por determinação da PF, todas as cargas de madeira detectadas em portos e terminais da capital amazonense ficarão retidas para investigação. A operação teve apoio da Ufam, que enviou três identificadores de madeira para o local.

A fiscalização será intensificada na rota Manaus-Santos, uma das principais para o transporte de madeira no país.

 

Assessoria de Comunicação do Ibama
imprensa@ibama.gov.br
(61) 3316-1015

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.