Reserva no Pará desmonta serraria ilegal

A Reserva Extrativista (Resex) Arióca Pruanã, administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) no município de Oeiras, no Pará, acaba de divulgar balanço da operação Proteção Rio Oeiras III, realizada no interior e entorno da unidade de conservação (UC).

Operação no interior e entorno da Reserva Extrativista Arióca Pruanã foi deflagrada a partir de denúncias feitas por moradores de Oeiras, município onde fica a unidade

Durante os trabalhos, agentes de fiscalização embargaram uma serraria ilegal nas proximidades da reserva, com cerca de 200 metros, que vinha extraindo madeira de dentro da UC e vendendo clandestinamente no comércio da cidade mais próxima da unidade.

Os agentes lavraram autos de infração, sendo uma advertência, uma notificação e o embargo da atividade da serraria e fizeram ainda três apreensões de material. A operação foi deflagrada a partir de denúncias feitas pelos moradores de Oeiras.

Segundo o coordenador da ação e chefe da UC, Patrick Jacob, “a operação foi importante porque conseguiu desmontar a serraria que vinha desdobrando madeira do interior da unidade e revendendo para atravessadores da região.”

A operação, que ocorreu entre os dias 10 a 14 de abril, contou com a presença de quatro policiais do Batalhão de Polícia Ambiental e três agentes do ICMBio, além da equipe de apoio.

“Apesar da logística complicada e adversa da região do Marajó, no Pará, o ICMBio conseguiu atender, de modo satisfatório, diversas demandas de fiscalização da unidade que vinham sendo informadas à UC pelos moradores locais”, disse Jacob.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9285

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.