RR – Municípios do interior vão receber iluminação pública por meio de energia solar

Projeto do Ministério do Desenvolvimento começará a ser implantado no município de Pacaraima, na fronteira com a Venezuela.

O Instituto de Amparo à Ciência, Tecnologia e Inovação de Roraima (Iacti) anunciou ontem, 23, a implantação do projeto Cidade Inteligente do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), que prevê iluminação pública por meio de energia solar.

“É um projeto sustentável e inovador que vai impulsionar a iluminação pública dos municípios. Estive em Brasília, no mês passado, onde firmamos um acordo de cooperação com o Ministério do Desenvolvimento e foi definido que iríamos coordenar o projeto aqui”, explicou o presidente do Iacti, Marcelo Magalhães.

Inicialmente, o trabalho será desenvolvido no município de Pacaraima, região Norte do Estado. “Será o primeiro município do país onde serão instaladas as luminárias solares, que são postes com placas fotovoltaicas que transformam a energia solar em energia elétrica”, explicou.

Posteriormente, a previsão é que outras cidades sejam contempladas. “Expandiremos o projeto para outros municípios do Estado, como em Bonfim, que é uma zona fronteiriça [Leste do Estado, na fronteira com a Guiana], e no Parque Anauá, em Boa Vista”, informou Magalhães.

A iniciativa minimiza a dificuldade que o Estado enfrenta em relação ao abastecimento energético dos municípios. “A gente sabe que Roraima depende da energia da Venezuela e que, até o momento, a questão do Linhão do Tucuruí não foi concretizada. Então precisamos pensar em alternativas a curto e médio prazo”.

Atualmente, o Iacti está dialogando com o MDIC e com a Prefeitura de Pacaraima para concretizar as ações. “Estamos fazendo o alinhamento institucional”, disse acrescentando que hoje haverá uma reunião com a gestão do município para elaborar o cronograma das atividades. “Em breve, receberemos o treinamento e os equipamentos do ministério para iniciar a instalação dos postes. A previsão é que até meados deste ano tudo esteja pronto”, afirmou Magalhães.

Além da implantação das luminárias, serão instaladas câmeras de segurança nos postes. “Pretendemos instalar câmeras de vídeo monitoramento com o auxílio da internet. Sobretudo nos municípios de fronteira, como em Pacaraima e Bonfim. É uma maneira de auxiliar os órgãos de segurança pública das localidades”, acrescentou.

Magalhães ressaltou que o Iacti tem buscado a vanguarda das energias alternativas de Roraima. “No ano passado, nós contratamos uma empresa para fazer o estudo para implantação da energia eólica em Roraima, uma em Bonfim e a outra em Normandia. São estudos que podem atrair investidores, inclusive, empresários coreanos já demonstraram interesse. O que queremos é fazer a nossa parte para receber este tipo de investimento”, concluiu.

VER MAIS EM: http://www.folhabv.com.br/

http://www.folhabv.com.br/noticia/Municipios-do-interior-vao-receber-iluminacao-publica-por-meio-de-energia-solar-/24734  

http://www.ecoamazonia.org.br/2016/09/linhao-tucurui-energia-roraima/  

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.