Governo muda regras de demarcação de terras indígenas e causa revolta

A polêmica em torno da Portaria 68/2017 do Ministério da Justiça, que muda as regras de demarcação das terras indígenas, foi destaque na imprensa nos últimos dias. Publicada no dia 18 de janeiro, a portaria causou indignação em associações de defesa dos povos indígenas ao criar dentro do ministério um grupo de trabalho com poder de reavaliar os processos de demarcação em andamento feitos pela Funai, responsável pela coordenação do estudo antropológico das áreas. 

O presidente Michel Temer chegou a elogiar a portaria afirmando que o objetivo seria reduzir conflitos existentes neste setor. Mas horas depois a portaria foi reeditada. O Ministério da Justiça afirmou que alteraria a portaria para torná-la mais clara. A nova portaria (80/2017), entretanto, não foi bem recebida pelos movimentos indígenas. Em nota coletiva, nove entidades afirmam que as novas regras têm o objetivo de enfraquecer a Funai e atender a pressões políticas de bancadas parlamentares anti-indígenas que querem retardar ou impedir a demarcação das terras.

O novo recorde de temperatura também foi destaque na mídia. Em 2016 o recorde global de temperatura foi quebrado pelo terceiro ano seguido. A média da temperatura da Terra ficou em 0,94%. É o valor mais alto em 137 anos. Os dados foram divulgados pela agência de oceanos e atmosfera dos EUA (Noaa) e pela agência espacial americana (Nasa).

VER MAIS EM:   http://midiaeamazonia.andi.org.br/

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.