Embrapa desenvolve tecnologias seletivas contra capim-navalha

Planta invasora ataca pastagens da Região Amazônica e acaba prejudicando a pecuária.

A região da Amazônia convive com a infestação de uma praga conhecida em alguns locais por capim-navalha, capim-duro, navalhão, capim-cabeçudo ou tiririca. O capim-navalha invade as áreas onde o pasto está enfraquecido. O gado não come este tipo de capim, que cresce muito rápido e acaba tomando conta das pastagens.

Baixar áudio
  
Para ajudar no controle e combate dessa praga, sem danificar os pastos, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), desenvolveu duas tecnologias seletivas: a Enxada Química e a Roçadeira Campo Limpo.
 
Em entrevista ao Programa Nossa Terra, da Rádio Nacional da Amazônia, o pesquisador da Embrapa no Acre, Carlos Maurício Andrade, explicou como funciona o modelo tratorizado, chamado de Roçadeira Campo Limpo.
 
“Existe o modelo manual e o modelo tratorizado, para ser utilizado em áreas maiores, em que você prepara uma calda com herbicida e essa calda é aplicada de forma dirigida no capim navalha. Então ela exige um manejo prévio dessa área, para rebaixar o pasto e deixar o capim navalha mais alto . Então essa corda umidecida com a calda do herbicida passa molhando as folhas, somente do capim navalha”, relatou.
 
Já a Enxada Química é o modelo manual e pode ser feita pelo próprio agricultor, como destacou Carlos Maurício. “A enxada química manual é um equipamento muito simples, feito com cano de PVC e corda. Em algumas regiões, o pessoal faz isso artesanalmente e utiliza para pequenas áreas”.
 
 
Também são destaques do Jornal da Amazônia 1ª Edição desta quinta-feira (5): – Polícia do Amazonas identifica sete detentos como líderes de rebelião; – Eletrobrás-Roraima passa a distribuir energia a municípios do interior; – Unidades móveis flutuantes do INSS devem voltar a atender ribeirinhos.
 
O Jornal da Amazônia 1ª Edição vai ao ar, de segunda a sexta-feira, às 7h45, na Rádio Nacional da Amazônia, uma emissora da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).  

Conteúdo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.