Queimadas fazem ar da Amazônia pior que o de São Paulo

9 de setembro de 2016  - Jaime de Agostinho

O Tarde Nacional desta quinta-feira (8) falou sobre as queimadas na Amazônia, mais especificamente no Parque Nacional do Xingu, no norte de Mato Grosso. O entrevistado foi o pesquisador sênior do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), Paulo Moutinho. 

Ele falou sobre a mudança climática que já afeta a região, sobre os períodos de seca prolongados e sobre os impactos disso tudo na vida dos povos indígenas. E fez um alerta: em tempos de queimadas, o ar da Amazônia é pior que o de São Paulo no dia mais crítico de poluição. Segundo ele, o dado levantado pela Universidade de São Paulo (USP) mostra ainda os efeitos devastadores da fumaça na saúde das crianças. 

Otimista, o pesquisador acredita que existe solução para a questão, mas que é preciso conscientização de todos. Segundo ele, a solução passa pela redução do desmatamento na região, pelo uso das áreas já abertas com produção sustentável (de preferência com outras tecnologias que não o fogo) e pela recuperação de áreas degradadas.

Quer saber mais? Então clique no player acima e ouça a entrevista na íntegra!

O Tarde Nacional vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 16h, na Rádio Nacional da Amazônia. A apresentação é de Juliana Maya.

Produtor Roberta Timponi e Juliana Maya   
FONTE:  EBC

Palavras-chave: , , , , ,


Deixe um comentário

*