Américas debatem mudança climática

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, falou nesta quarta-feira (28/09) sobre o que considera o maior desafio global do século: a questão da mudança climática e suas repercussões nas economias nacional e internacional. “Fortalecer as políticas públicas ambientais é a verdadeira solução para obter o padrão de desenvolvimento sustentável com inclusão social e respeito ao meio ambiente necessário ao país”, afirmou. 

Sarney Filho participou da mesa de abertura do XV Encontro Verde das Américas -Greenmetting Brasília 2016. O evento acontece até amanhã, no Auditório Externo do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, e busca contribuir para as soluções dos grandes problemas socioambientais que dificultam o desenvolvimento econômico, melhorando a qualidade de vida das comunidades locais e globais. 

O ministro lembrou que o Brasil depositou, no dia 21 de setembro, na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, o instrumento de ratificação do Acordo de Paris. Além disso, destacou que o documento tramitou em tempo recorde no Congresso Nacional, antes de ser assinado pelo presidente Michel Temer. “A conquista é de toda a sociedade brasileira, que demonstrou a maturidade do país para compreender as dimensões do problema da mudança do clima e agir na prevenção de suas causas e na mitigação de seus efeitos”, disse.

LIDERANÇA

Para Sarney Filho, o Brasil sinaliza à comunidade global empenho contínuo e seu decisivo papel de liderança no cumprimento desta agenda. “A repercussão disso para as relações diplomáticas é bastante significativa. Internamente, é um assunto que requer transversalidade e coerência entre políticas econômicas e sociais”. 

De acordo com ele, embora o país seja responsável por apenas 2,48% das emissões globais, a dimensão dos recursos naturais, a importância da economia nacional no cenário mundial e o protagonismo na questão climática fazem com que as ações do país tenham peso e influência expressivos. 

Durante a abertura do Greenmeeting houve a entrega do Prêmio Verde das Américas 2016, voltado a homenagear personalidades e instituições que tenham, ao longo dos anos, contribuído para o desenvolvimento sustentável e a preservação socioambiental do planeta.

Participaram da mesa de abertura, além do ministro, o diretor executivo da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), César Augusto Díaz; o ministro do Superior Tribuna de Justiça, Herman Benjamin; o embaixador do Canadá, Ricardo Savone; a embaixadora de El Salvador,  Diana Vanegas; o coordenador geral do Encontro Verde das Américas, Ademar Soares; e o secretário de Meio Ambiente do Amazonas, Antônio Ademir Stroski. 

PROGRAMAÇÃO MMA

O Ministério do Meio Ambiente participa do encontro com algumas atividades. Nesta quinta-feira (29/08), às 10h, o secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental, Everton Lucero, realiza a palestra “Os pilares da política de mudança do clima e florestas no contexto de desenvolvimento sustentável”. Às 14h30, a diretora de Políticas para o Combate ao Desmatamento, Thelma Krug, fala sobre “As diretrizes norte-sul que norteiam o controle do desmatamento brasileiro com foco no desafio das mudanças climáticas globais”.

 

Saiba mais sobre o evento

 

WALESKA BARBOSA

 

Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA): (61) 2028-1227

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*