Operação devolve à natureza 800 tartarugas-da-Amazônia

Durante operação de fiscalização conjunta, denominada Purus II, gestores e agentes das reservas extrativistas (Resex) Ituxi e do Médio Purus, da Floresta Nacional (Flona) do Iquiri e da Coordenação Regional 1 (CR-1), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), apreenderam 800 tartarugas-da-Amazônia nos rios Iquiri, Sepatini e Purus, que ficam no interior das unidades de conservação (UCs). As UCs abrangem áreas dos municípios de Boca do Acre, Lábrea e Canutama, no Amazonas. 

Foram apreendidos, ainda, cinco queixadas (também chamados de porcos-do-mato) abatidos, 26 pirarucus, seis quilos de carne de jacaré e cinco m³ de madeira, todos originários do interior da Resex do Ituxi. A localização e a apreensão dos animais silvestres e da madeira de origem ilegal foram possíveis pelo empenho da equipe do ICMBio, que descobriu esconderijos e comandou todas as ações. Policiais militares deram apoio. Os agentes de fiscalização aplicaram multas no valor total de, aproximadamente, R$ 2 milhões.

Além do trabalho de fiscalização ambiental, os servidores do ICMBio promoveram palestras de conscientização para moradores da Resex do Médio Purus, buscando reduzir a pressão de captura de quelônios (animais com casco) nas áreas de tabuleiro do rio Purus, local de desova desses animais. Após as palestras, foi realizada a soltura das tartarugas pelos servidores e comunidade local.

De acordo com o chefe da Flona do Iquiri, Abílio Ikeziri, essa foi a segunda operação de fiscalização conjunta realizada pelas unidades de conservação localizadas no Sul do Amazonas, região com graves problemas de invasão, extração ilegal de madeira, desmatamento e caça e pesca não autorizadas.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: