Presidente da Funai amplia o diálogo com movimento indígena para discutir situação no Vale do Javari (AM)

29 de Março de 2016  - Jaime de Agostinho

Buscando dar continuidade e ampliar o diálogo sobre a situação na Terra Indígena Vale do Javari, no extremo oeste do Amazonas, o presidente João Pedro esteve reunido, nesta segunda-feira (29), em Brasília-DF, com representantes do movimento indígena estadual e nacional.      

Estiveram presentes os representantes da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Lindomar Terena, da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia (Coiab), Toya Manchineri, da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), Paulo Marubo, e da Associação Indígena Matis (Aima), Marke Turu. Pela Funai, também participaram os diretores de Proteção Territorial (DPT), Walter Coutinho Jr., e de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável (DPDS), Artur Nobre Mendes, o coordenador substituto de Índios Isolados e Recém Contatados (CGIIRC), Fabrício Amorim, além de representantes da Associação Nacional de Servidores da Funai (Ansef), da Ouvidoria e assessores da presidência.  

Com a reunião buscou-se informar sobre a situação atual e envolver mais atores na busca por soluções aos problemas enfrentados na região. O presidente destacou a necessidade de indígenas e Funai conseguirem reestabelecer uma relação de confiança para dar prosseguimento aos trabalhos da Coordenação Regional Vale do Javari.  

Os representantes indígenas reivindicaram a presença mais efetiva da Funai, o fortalecimento das políticas de monitoramento e proteção territorial e maior participação na elaboração das políticas públicas para a região.   

Sobre isso, João Pedro reafirmou o compromisso de instalar o Comitê Regional no Vale do Javari, que contará com a participação de representantes indígenas e de servidores da Funai, com o objetivo de acompanhar e avaliar os resultados da política indigenista. Os comitês constituem-se em uma instância regional de planejamento, articulação, gestão compartilhada e controle social da Funai.   

Também foi reiterada a realização de uma agenda de trabalho, a fim de discutir a gestão e atuação regional da Funai. A proposta consiste em realizar reuniões, em Brasília e no Vale do Javari, para debater as políticas públicas e constituir uma linha de ação sobre a relação entre índios contatados e índios isolados, imprescindível para uma atuação de Estado coordenada na região. A intenção é promover a participação local por meio de oficinas nas aldeias e, tirados os encaminhamentos locais, estes deverão ser alvo de discussão e aprovação em assembleia geral dos povos do Vale do Javari, a ser realizada no fim do ano.  

A mesa de diálogo foi uma primeira oportunidade para representantes indígenas e do órgão indigenista apresentarem seus pontos de vista, afinarem as diversas perspectivas sobre os problemas enfrentados e debaterem possibilidades de soluções.

 

Texto: Clarissa Tavares/ Ascom. – FUNAI


Palavras-chave: , , , , ,


Deixe um comentário

*