Marinha leva atendimento de saúde a regiões ribeirinhas no Norte

O Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) Doutor Montenegro U-16 iniciou neste mês programa de atendimento de saúde às populações ribeirinhas na região Norte. Até o mês de abril, a chamada Operação Acre 2016, levará atendimento médico e exames às comunidades do Médio e Alto Juruá, e nos municípios de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, no Acre. No próximo domingo (31), o navio chegará a Cruzeiro do Sul.

Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) Doutor Montenegro leva atendimento de saúde à população ribeirinha na região Norte. FOTO: MARINHA DO BRASIL

A equipe de saúde é formada por 20 profissionais: cinco médicos, sete técnicos de enfermagem, quatro cirurgiões-dentistas, um farmacêutico bioquímico, um enfermeiro, um técnico em radiologia médica e um técnico em laboratório. A tripulação do navio é composta de 67 militares.

O trabalho inclui a realização de consultas médicas e odontológicas, exames laboratoriais, raio-x e mamografia, cirurgias de pequeno porte, distribuição de medicamentos e vacinações. Paralelamente, os militares fazem palestras para a população sobre os cuidados que devem ser tomados no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Zika, dengue, febre amarela e chikungunya. Além disso, são transmitidas orientações sobre o tratamento de água e alimentos e doenças sexualmente transmissíveis.

As pessoas atendidas também podem realizar testes rápidos para identificação de HIV, sífilis e hepatite, possibilitando a intervenção médica com remédios e o tratamento destas doenças. Caso seja necessário, o paciente é encaminhado para a rede pública.

A Operação Acre 2016 começou no dia 8 deste mês, quando o navio Doutor Montenegro partiu do Cais da Estação Naval do Rio Negro com destino ao município de Cruzeiro do Sul, no Acre.

Nas primeiras duas semanas da operação, foram atendidos 408 ribeirinhos nos municípios de Carauari, Itamarati e Eirunepé, todos na região amazônica. Foram realizadas 381 consultas médicas, 207 consultas odontológicas, 2.057 procedimentos odontológicos, 383 procedimentos de enfermagem, 24 procedimentos laboratoriais e uma intervenção cirúrgica. Foram 182 pessoas vacinadas, 30.584 medicamentos distribuídos, 295 testes rápidos, além de orientações sanitárias e palestras sobre cuidados com a saúde.

Navio Soares de Meirelles  

População ribeirinha recebe tratamento odontológico no navio Foto: Marinha do Brasil
Em outra operação, também neste mês, o Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) Soares de Meirelles – U21 realizou cerca de 8.000 atendimentos em três municípios ribeirinhos localizados nas margens do Rio Solimões, no Amazonas. Os atendimentos que englobaram procedimentos médicos, odontológicos e de enfermagem aconteceram no período de 16 a 22.

O navio, equipado com consultórios e farmácia, possibilitou o atendimento a 641 pessoas distribuídas pelos municípios de Anori, Codajás e Coari, ambos no Estado do Amazonas.

A marinha possui mais dois navios, conhecidos pela população ribeirinha como “navios da esperança”, que atuam na região amazônica: o Oswaldo Cruz U-18 e o Carlos Chagas U-19. Estes navios conseguem entrar em pequenas localidades ribeirinhas de difícil acesso e sem qualquer estrutura de apoio em serviços de saúde para distribuírem medicamentos para esta população.

Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) Soares de Meirelles permite atendimento em locais de difícil acesso. FOTO: MARINHA DO BRASIL

Os procedimentos mais procurados foram os atendimentos médicos com 417 consultas realizadas nas áreas de odontologia, exames dermatológicos e exames clínicos. A previsão é que em fevereiro o navio promova atendimento para as comunidades ribeirinhas dos Rios Negro e Branco.

Com informações do Comando do 9º Distrito Naval

Por Ten Fayga
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: