Estudantes apuram a biodiversidade amazônica em visita técnica ao Inpa

– Instituto de pesquisa recepciona projeto que trata sobre a diversidade étnica na cidade de Manaus

Propiciar aos estudantes da rede pública um conhecimento apurado sobre a biodiversidade amazônica e permitir a eles a integração com espaços florestais localizados em áreas urbanas foram alguns dos objetivos da escola estadual Francisco Albuquerque ao promover uma visita técnica de seus alunos ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).  

Parte dos jovens que participou da visita integra o projeto de pesquisa de iniciação científica “Diversidade étnica na cidade de Manaus: identidade, desafios e saberes tradicionais”, desenvolvido pela escola com aporte financeiro do Governo do Estado por meio do Programa Ciência na Escola (PCE) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Segundo a professora de Sociologia que coordena o projeto, Elieyd Menezes, cerca de 80 alunos do Ensino Médio participaram da atividade e tiveram a oportunidade de conhecer um pouco do trabalho do Instituto. “Foi uma experiência enriquecedora e educativa onde os estudantes conheceram elementos de nossa biodiversidade e tiveram acesso a exposições sobre as etnias, fauna, flora, cidadania e ciências”, informou.

Sobre a atividade, a professora Elieyd Menezes destacou a importância de introduzir os alunos em projetos complementares como este. “Em nosso projeto estamos pesquisamos sobre vários tipos de etnias na cidade de Manaus e a experiência de visitar o Inpa e o Bosque da Ciência foi fundamental para a maior compreensão de todos”.

Interdisciplinaridade

A visita técnica é parte das ações do projeto “Diversidade étnica na cidade de Manaus: identidade, desafios e saberes tradicionais”. Desenvolvido pela escola e ligado ao PCE, o projeto de pesquisa busca articular conhecimentos de diferentes ciências. “No Inpa, a programação foi pautada pela interdisciplinaridade, com a participação de professores de Biologia, Química, Educação Física e Sociologia que lecionam na escola”, comentou Elieyd Menezes.

Para o estudante Carlos Alex Oliveira, 16, a experiência foi marcante. “O projeto do qual participamos é de suma importância para nosso aprendizado, pois nos dá a oportunidade de conhecer os povos indígenas num contexto urbano, especificamente na cidade de Manaus. Da mesma forma, a visita ao Inpa e ao Bosque da Ciência foi algo esclarecedor, pois, muitas pessoas não conhecem a biodiversidade do lugar onde vivem”, relatou.

Já para Antônio Lucas Andrade, 17, a oportunidade da visita foi única. “Foi uma oportunidade ímpar de agregar conhecimento sobre a preservação das plantas e dos animais, principalmente os que correm risco de extinção. Foi gratificante conhecer na prática um pouco da diversidade da nossa fauna, flora e cultura”, contou o aluno.

Com informações da Assessoria da Fapeam

 

 

 

 

Núcleo de Comunicação
Programa Ciencia na Escola – PCE Amazonas
​​

Programa Ciência na Escola

Acompanhe-nos!
Facebook Twitter Twitter
Programa Ciência na Escola


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*