Senador Telmário cobra retomada de obra que deverá garantir energia para Roraima

Em pronunciamento nesta sexta-feira (27), o senador Telmário Mota (PDT-RR) fez um apelo ao ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, para que ajude na retomada das obras de construção do Linhão de Tucuruí, que vai interligar Boa Vista a Manaus. A obra foi interrompida pela Justiça Federal, a pedido do Ministério Público, sob a alegação de que a construção deveria ser precedida de uma consulta aos povos indígenas em cujas terras passará o ramal. 

Segundo Telmário, o estado hoje não é autossuficiente em energia e alguns municípios dependem da energia importada da Venezuela.

— Quero aqui fazer um apelo ao ministro Eduardo Braga, e vou, na segunda-feira, entrar em contato com ele, para dar celeridade a esse processo — disse.

O senador alega que a Fundação Nacional do Índio (Funai), inicialmente apontada como culpada pela interrupção das obras, não é a responsável pela paralisação. Ele se reuniu nesta quinta-feira (26) com o presidente do órgão, Flávio Chiarelli. De acordo com o presidente da Funai, a Eletronorte contratou um conselho indigenista e foram esses consultores que apresentaram 27 itens contrários à passagem do Linhão de Tucuruí naquela área indígena, segundo relatou Telmário.

— Ficou muito claro para mim que há gente dentro da própria Eletronorte vendendo dificuldades para colher facilidades — assinalou.

Telmário Mota argumentou que a conclusão das obras vai permitir a integração de Roraima ao sistema elétrico nacional e garantir o crescimento econômico da região.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.