Funai realiza atividade de educação ambiental para proteção de índios isolados

A base da Frente de Proteção Etnoambiental Uru Eu Wau Wau – FPEUWW recebeu na sexta-feira (07) cerca de 60 visitantes não indígenas, entre adultos e crianças durante o II Encontro de educação ambiental. 

Os visitantes são moradores do entorno da Terra Indígena Uru Eu Wau Wau e experimentaram “Um dia de campo” junto com servidores da FPEUEWW e da Coordenação Regional de Ji-Paraná/RO. A visita permitiu conhecer de perto sobre o modo de vida de povos indígenas, inclusive isolados, conviver com representantes do povo indígena Amondawa, e aprender sobre a importância da manutenção dos recursos naturais da Terra Indígena Uru Eu Wau Wau também para a população do entorno.

48u

O dia de campo encerra uma série de palestras que ocorreram em 06 escolas municipais e um seminário para jovens e adultos, concebidos para divulgar os trabalhos de proteção territorial da Funai com especial atenção para a proteção de povos indígenas isolados (base Bananeiras e Cautário). As palestras também serviram para informar sobre a importância da preservação ambiental para indígenas e não indígenas e para resgatar o histórico dos projetos de colonização e desenvolvimento da região, de seus impactos sobre o meio ambiente e sobre a população local. A iniciativa aproxima as novas gerações, da história de sua região contribuindo para um convívio de reconhecimento e respeito para com os povos indígenas.  

55u

No ano passado, o Projeto foi desenvolvido como piloto junto às escolas municipais de Seringueiras e com a colaboração da Polícia Militar Ambiental. Devido ao sucesso, em 2014 a iniciativa foi ampliada e além de contar novamente com o apoio da PMA e da prefeitura de Seringueiras, agregou parceiros importantes como o IDARON e o projeto viveiro cidadão.  

57u

No dia de campo, os visitantes percorreram uma trilha de mata passando por 04 estações: Ameríndios, Povos Isolados, Povo Amondawa e Saleiro Artificial. Além disso, receberam informações e orientações do IDARON e do Projeto Viveiro Cidadão.  

60u

Foto: aula do antropólogo João Paulo na estação ameríndios relaciona conteúdos de geografia, história e antropologia para compreender a presença e a diversidade de povos indígenas no Brasil.   

64u  

66u   

85u 

Foto: réplica de tapiri de isolados e aula do sertanista Rieli sobre vestígios que comprovam a presença de índios isolados na TI. Uru Eu Wau Wau.

89u 

91u

Foto: réplica de casa e tocaia Amondawa e aula sobre uso de plantas para alimentação, medicina e artesanato.  

84u 

Foto: aula de servidores da Funai sobre fauna, flora e sistemas agroflorestais.  

Moradores e servidores relataram sobre a importância da atividade para aproximar a sociedade local dos povos indígenas e da Funai, contribuindo para a redução de ilícitos ambientais, bem como dos preconceitos e discriminações.  

A iniciativa foi realizada pela FPEUWW e CR Ji Paraná, com apoio da Coordenação Geral de Promoção da Cidadania/DPDS e Coordenação Geral de Índios Isolados e Recém Contatados/DPT.

 102u 

109u 

115u 

FONTE : FUNAI

http://www.funai.gov.br/index.php/comunicacao/noticias/3105-funai-realiza-atividade-de-educacao-ambiental-para-protecao-de-indios-isolados2?start=1#

http://www.funai.gov.br/index.php/comunicacao/noticias/3105-funai-realiza-atividade-de-educacao-ambiental-para-protecao-de-indios-isolados2

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*